Dólar sobe, Bolsa cai e ações da Petrobras operam em alta após anúncio 

Impasse em negociações entre Rússia e Ucrânia frustra as expectativas do mercado. Estatal irá aumentar preços de combustíveis após 57 dias

0
497
Impasse nas negociações afeta o mercado (Foto: Felipe Moreno)
Impasse nas negociações afeta o mercado (Foto: Felipe Moreno)

O dólar opera em alta ante o real enquanto a Bolsa caiu no início da quinta-feira (10), em linha com a maior aversão ao risco no exterior. O movimento ocorre após as expectativas do mercado com o encontro entre os ministros das Relações Exteriores da Rússia e Ucrânia serem frustradas.

Entre as ações, destaque para os papéis da Petrobras. A estatal anunciou, após 57 dias, que fará ajustes nos preços de gasolina e diesel nas refinarias, ou seja, para as distribuidoras. A alta chega a 24,93% e vale a partir de sexta-feira.

Por volta de 10h40, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) subiam 2,83%, e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 3,96%.

A moeda americana tinha alta de 0,75%, negociada a R$ 5,0484. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 1,08%, aos 112.675 pontos.

Discórdia

A Ucrânia e a Rússia não conseguiram chegar a um consenso para parar a guerra nas primeiras conversas entre os seus ministros das Relações Exteriores desde o início da invasão russa.

A Rússia indicou que continuará os ataques até que seus objetivos sejam alcançados, disse o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, após a reunião realizada com seu homólogo russo, Sergei Lavrov, na Turquia.

A leitura de uma possível resolução para o conflito pela via diplomática ajudou as bolsas a dispararem na véspera. Diante da continuidade do impasse, os índices acionários devolvem parte dos ganhos, e o petróleo volta a subir.

Sem uma resolução, ao menos parcial, do conflito no horizonte, a volatilidade volta a imperar nos mercados. E, com ela, as incertezas sobre o quão prejudicial a continuidade da guerra será para a economia mundial.