Dorian ganha força e governo pede que moradores da Flórida se preparem

Cone de projeção para onde o furacão pode bater engloba todo o Estado, que está em estado de emergência

0
2610

Aumenta a ameaça de que o furacão Dorian chegue à Flórida no início da próxima semana, mas os meteorologistas não sabem ao certo onde o furacão vai bater. O furacão ganhou força e está se movendo em direção ao Estado. A ameaça maior é para a Costa Leste. 

Ontem (28), o governador Ron DeSantis declarou estado de emergência para 26 condados da Flórida e pediu para que os moradores se preparem, já que não dá para saber quais cidades serão atingidas por enquanto. DeSantis, pediu no Twitter que os moradores da Costa Leste estoquem pelo menos sete dias de suprimentos, preparem suas casas e acompanhe o noticiário. 

Especialistas alertam que o furacão pode vir a ser classificado como categoria 3, um “furacão poderoso”, quando chegar à Flórida, com ventos de mais de 100 milhas por hora (170km/h). Na quarta-feira (28), quando passou pelas ilhas do nordeste do Caribe, era classificado como grau 1. 

No boletim das 5 da manhã, Dorian sustentava ventos de 85 mph (categoria 1) e se movia a 13 mph a 150 milhas a norte de Porto Rico. 

A Guarda Costeira dos EUA alertou que todos os barcos no porto de Key West, na Flórida, devem procurar um porto seguro antes do início do fim de semana, que é seguido pelo feriado de Labor Day na segunda-feira (2). Embarcações também devem deixar o porto antes da chegada de Dorian.

Uma base da Força Aérea americana em Cape Canaveral, lar do maior espaço porto dos Estados Unidos, entrou nos estágios iniciais dos preparativos para furacões na quarta-feira (28). 

Ilhas do Caribe e Porto Rico

O furacão não passou da forma esperada por Porto Rico, o que deixou os moradores que ainda sofrem com os efeitos do furacão Maria, aliviados.

“Estamos felizes porque não há danos a anunciar”, declarou o prefeito de Culebra, em Porto Rico, à Associated Press. Apenas uma comunidade ficou sem energia, segundo ele.

Em Bayamón, em Porto Rico, um idoso de 80 anos morreu na quarta-feira (28) depois que caiu tentando subir no telhado para limpá-lo de detritos antes da tempestade.

Nas Ilhas Virgens americanas, o furacão causou um blecaute em St. Thomas e St. John, e causou quedas de energia em St. Croix, segundo um porta-voz do governo informou à AP. O furacão também derrubou pelo menos um poste elétrico em St. Thomas, mas não houve relatos de grandes inundações.

“Estamos gratos por não ter sido uma tempestade mais forte”, declarou.

Não houve relatos de danos sérios nas Ilhas Virgens Britânicas, onde o governador Augustus Jaspert disse que as equipes já estavam limpando estradas e inspecionando infraestrutura no final da tarde de quarta-feira (28).

Antes, Dorian havia causado falta de energia e derrubado árvores em Barbados e Santa Lúcia e causado inundações em ilhas, incluindo a Martinica.