Efeito estufa deve elevar temperatura em 3 graus até 2050

Previsão de especialista da ONU dobra a expectativa da comunidade científica

0
934
Para a pesquisadora Thelma Krug, o que está sendo feito não é suficiente para ser otimista em relação ao futuro (Foto: EcoWorld)
Para a pesquisadora Thelma Krug, o que está sendo feito não é suficiente para ser otimista em relação ao futuro (Foto: EcoWorld)

Para aqueles que não acreditam nos perigos do aquecimento global, aí vai um alerta: a especialista Thelma Krug, da organização científica IPCC, das Nações Unidas (ONU), acredita que as atuais emissões de gases de efeito estufa podem elevar a temperatura mundial em cerca de 3 graus Celsius (ºC) até 2050. O estudo apresentado por ela numa conferência em Portugal dobra a previsão da comunidade científica em relação aos efeitos das alterações climáticas.

“Hoje, se somarmos todas as contribuições de todos os países, estamos muito mais na trajetória de um aquecimento de 3ºC, praticamente o dobro do que estaríamos buscando para minimizar os potenciais impactos”, explicou Thelma, diante de 260 pesquisadores do tema, no encontro na Universidade do Algarve, em Portugal. Especialista na área de ambiente e florestas, ela quer das nações um compromisso maior quanto ao assunto, pois “o que está sendo feito não é suficiente”.

Thelma não disfarçou seu pessimismo com as perspectivas do aquecimento global e afirmou que há espécies e sistemas fragilizados, para os quais o futuro não é promissor. Lembra o degelo das grandes camadas do Ártico, os corais que estão comprometidos e quase levados à extinção. “A mensagem dos cientistas é muito clara, seria muito melhor que começássemos uma grande transformação em todos os setores, no sentido de reduzir significativamente as emissões de gases de efeito estufa”, disse, ao classificar a situação atual de “crítica” e criticar os governos que ainda resistem aos efeitos das alterações climáticas.