Brasil Geral Manchete

Embaixador do Brasil em Washington e cônsul-geral em New York são exonerados

Nestor Foster e Maria Nazareth Farani Azevêdo devem retornar ao Brasil; remoção dos cargos foi autorizada pelo novo Ministro de Relações Exteriores do governo Lula

O embaixador do Brasil nos EUA, Nestor Foster (foto:Itamaraty/Divulgação)

Nestor Forster, embaixador do Brasil em Washington, foi exonerado na segunda-feira (9) pelo novo Ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.  Diplomata de carreira, Forster foi nomeado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro em novembro de 2019, e se diz entusiasta do escritor Olavo de Carvalho, que faleceu no estado da Virgínia, nos EUA, no ano passado. “É uma perda imensurável para o Brasil e todos que o conheceram. Através de sua obra, ele deixa um legado eterno”, escreveu na época o embaixador.

O gaúcho de Santa Cruz do Sul, assumiu a função depois que o então presidente desistiu de indicar o filho e deputado federal, Eduardo Bolsonaro, para ocupar o posto em meio à polêmicas de favorecimento e nepotismo. No mesmo dia em que publicou a exoneração de Nestor Foster, Mauro Vieira também demitiu a diplomata Maria Nazareth Farani Azevêdo do cargo de cônsul do Brasil em New York. Os dois diplomatas devem agora retornar ao Brasil. O Itamaraty esclareceu que as exonerações não tem relação com os atos de vandalismo de 8 de janeiro.

Ainda não se sabe quem ocupará os dois cargos. No caso da Embaixada de Washington, a nomeação precisa passar pelo Senado Federal.