Envolvido em morte de brasileira é preso na fronteira

0
1684
Anderson: contrabandista de pessoas (Foto: reproduçaoTV Record)
Anderson: contrabandista de pessoas (Foto: reproduçaoTV Record)

O morador da cidade de Ouro Preto do Oeste, em Rondônia, Anderson Piscuia, de 38 anos, foi preso acusado de integrar uma uma quadrilha especializada no contrabando de imigrantes pela fronteira mexicana.

Ele também foi indiciado por ter negociado toda a viagem que culminou na morte da também rondoniense Lenilda de Oliveira dos Santos, de 49 anos, em 15 de setembro de 2021. Ela, que era técnica de enfermagem, foi abandonada pelos “coiotes” no deserto depois que começou a ter dificuldades para acompanhar o grupo durante a travessia. De acordo com familiares, ela foi abandonada pelos coiotes e, com muita fome e sede, “rastejou até morrer”.

Algum tempo depois ela foi encontrada já sem vida. As autoridades afirmaram que a brasileira morreu de desidratação. Os investigadores acreditam que Anderson fez todas as transações e pagamentos para a travessia de Lenilda.  Ele deverá responder por coparticipação na morte de Lenilda e também por outros crimes.

As informações foram reveladas pelo programa Domingo Espetacular, na TV Record de Televisão, no domingo (26)