Especialistas do FDA recomendam autorização de vacina para crianças de 5 a 11 anos

Comitê do Food and Drug Administration votou por 17-0 o uso emergencial de vacina da Pfizer para essa faixa etária; recomendação ainda precisa ser confirmada pelo FDA e CDC

0
450
Vacina da Pfizer já é distribuída nos EUA (Foto: Flickr/Justin Tallis)
Vacina da Pfizer tem eficácia comprovada (Foto: Flickr/Justin Tallis)

O comitê de especialistas do Food and Drug Administration (FDA) recomendou, por 17 votos a 0, o uso emergencial da vacina da Pfizer contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

O grupo concordou que os benefícios da vacina para as crianças são maiores que os riscos. A dose prevista para crianças é um terço da aplicada nos adultos.  

A recomendação do comitê independente não é definitiva e nem obrigatória, mas a agência reguladora normalmente a segue as indicações do grupo. Caso a recomendação seja confirmada pelo FDA, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), ainda precisa dar seu aval e estabelecer os protocolos desta futura etapa de vacinação.

O governo planeja, caso a vacina seja aprovada para uso em crianças, enviar as doses para consultórios pediátricos e farmácias. “Nós otimizamos a resposta do sistema imunológico dessas crianças e minimizamos os efeitos adversos”, disse o vice-presidente da Pfizer, William Gruber.

A Pfizer informou que sua vacina contra a Covid-19 é segura e mais de 90,7% eficaz na prevenção de infecções em crianças de 5 a 11 anos. Os dados foram enviados à Food and Drug Administration (agência regulatória americana).

O estudo acompanhou 2.268 crianças de 5 a 11 anos que receberam duas doses da vacina ou placebo, com três semanas de intervalo. Cada dose foi um terço da quantidade administrada a adolescentes e adultos.

Segundo os pesquisadores, 16 crianças que receberam o placebo foram infectadas com covid-19, em comparação com três que receberam o imunizante. (Com informações da CNN e G1)