Manchete Mundo

Estrela da WNBA, Brittney Griner é solta na Rússia em troca de traficante de armas preso nos EUA

Griner foi libertada em um troca inédita de prisioneiros entre Rússia e Estados Unidos, que concederam liberdade ao ex-integrante do exército russo Vikor Bout, apontado como um dos maiores traficantes de armas do mundo

A jogadora de basquete Brittney Griner é libertada em Moscou. Foto: Reprodução NBC News

Foi libertada, nesta quinta-feira (8), a jogadora de basquete estrela da WNBA, Brittney Griner, presa em Moscou desde o início do ano por porte ilegal de óleo de cannabis. Segundo informou a Casa Branca, Griner foi libertada em um troca inédita de prisioneiros entre Rússia e Estados Unidos, que concederam liberdade ao ex-integrante do exército russo Vikor Bout, apontado como um dos maiores traficantes de armas do mundo. Bout estava preso no país havia 10 anos.

“Momentos atrás, falei com Brittney Griner. Ela está em segurança, em um avião, de volta para casa”, escreveu Biden no Twitter.

Griner foi detida em fevereiro, quando jogava por um time russo nos períodos fora da temporada regular da WNBA, sob a acusação de tráfico de drogas. Apesar de seu testemunho, no qual a atleta afirmou ter embalado por engano o óleo de cannabis encontrado em sua bagagem, ela foi condenada a nove anos de prisão no início de agosto, e foi transferida para uma colônia penal em Mordóvia em meados de novembro, depois de perder sua apelação.

Apelidado de “Mercador da Morte”, o traficante Viktor Bout é um ex-oficial militar soviético que cumpria sentença de 25 anos de prisão nos Estados Unidos sob a acusação de tráfico de mísseis e organização terrorista. Bout afirmou ser inocente e o governo russo criticou sua sentença em 2012 como “infundada e tendenciosa”. Ele agora está a caminho de Moscou.

Baixe nosso aplicativo