Estudante é preso após ameaça de atentado contra escola de Parkland

Ameaça também acendeu o alerta na Boca Raton Community High School, que pediu reforço no policiamento

0
1526
Marjory Stoneman Douglas High School foi palco do maior massacre já registrado em uma escola dos EUA em 2018 (foto: WPG)

A polícia do condado de Broward prendeu um aluno da Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, após ele fazer ameaças à escola em uma rede social. Oliver Manik, de 17 anos, foi preso em casa na tarde desta quinta-feira (2).

De acordo com o porta-voz do Broward Sheriff’s Office, Claudinne Caro, o denunciante anexou o print da mensagem postada pelo suspeito em um grupo privado com os dizeres: “Estou com vontade de abrir fogo na escola amanhã. Quando eu espirrar é sinal para ir ao banheiro, ok? Espero que não sejam informantes.”

Os agentes abriram uma investigação imediatamente e reforçaram o policiamento no campus. “Com a ajuda do BSO Threat Management conseguimos localizar o indivíduo”, disse Caro.

A Boca Raton Community High School, em Boca Raton, também pediu a presença de mais policiais nestas quarta e quinta-feiras após os administradores tomarem conhecimento de uma ameaça online. “Embora essa ameaça não especifique de forma alguma a Boca Raton Community High School, haverá um aumento da presença da polícia por precaução”, diz um e-mail enviado pela unidade de ensino aos pais.

A brasileira Suzanna Alcântara, mãe de uma aluna da Boca Raton Community High School, relatou ao AcheiUSA que ficou “aflita”ao receber o comunicado da direção da escola. “Respondi perguntando se dava para voltar o ensino à distância, mas eles falaram que não. Eu e meu marido concordamos em não enviar nossa filha para a aula hoje”, disse ela.

A decisão de Suzanna foi a mesma de inúmeros pais, já que o campus da escola ficou praticamente vazio neste dois dias.

Em fevereiro de 2018, a Marjory Stoneman Douglas High School foi palco do maior atentado já registrado em uma escola dos EUA, com 17 mortos entre alunos, professores e funcionários.

“Pais, falem com seus filhos para lembrá-los de que qualquer ameaça – mesmo que eles pensem que é uma piada – resultará em consequências graves. Na Flórida, uma ameaça feita contra uma escola é um crime de segundo grau”, declarou o porta-voz da polícia de Broward. Para denunciar ameaça a uma escola no estado da Flórida ligue (754) 322 2150.