Imigração

EUA deportou milhares de indocumentados de diversos países em novembro; Brasil está na lista

Nos últimos quinze dias, mais de trinta voos de repatriamento foram realizados, deportando milhares de pessoas aos seus países de origem, incluindo o Brasil

Pelo menos 30 voos de deportados partiram dos EUA na primeira quinzena de novembro (Foto ICE)

Na semana passada, o Departamento de Segurança Interna, em colaboração com o Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) e a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP), conduziu uma série de voos de deportação, transportando adultos solteiros e unidades familiares de volta para diversos países, incluindo Brasil, Venezuela, Colômbia e Peru. Nos últimos quinze dias, mais de trinta voos de repatriamento foram realizados, deportando milhares de pessoas aos seus países de origem, incluindo mais de cinco mil direto para o México.

A vice-secretária interina de Segurança Interna, Kristie Canegallo, declarou: “A administração Biden-Harris liderou a maior expansão imigratória por vias legais em décadas e continua a impor consequências, incluindo a deportação para o seu país de origem, para aqueles que não utilizam estas vias para vir para os Estados Unidos”. O Diretor Executivo Associado de Operações de Repressão e Remoção do ICE, Corey Price, destacou: “Há consequências para os migrantes que cruzam as nossas fronteiras ilegalmente e não seguem caminhos legais para os Estados Unidos. De acordo com a lei dos EUA, continuaremos a repatriar de volta ao seu país de origem não-cidadãos que não tenham base legal para permanecer nos Estados Unidos”.

É importante notar que os não-cidadãos sem base legal para permanecer nos Estados Unidos serão deportados, conforme estabelecido pela lei dos EUA. Este procedimento padrão abrange todos os não-cidadãos, independentemente da nacionalidade, garantindo um processamento, transferência e remoção ordenados e humanos de adultos solteiros e unidades familiares.

Todos os não-cidadãos em processos de remoção têm a oportunidade de apresentar pedidos de alívio ou proteção contra deportação perante juízes de imigração nos tribunais de imigração, administrados pelo Gabinete Executivo para Revisão de Imigração do Departamento de Justiça.

*com informações da ICE

Compartilhar Post:

Baixe nosso aplicativo

Exit mobile version