Ex-Fazenda, brasileiro Levy é nomeado diretor do Banco Mundial

0
1097

O ex-ministro da Fazenda do governo Dilma Rousseff Joaquim Levy foi anunciado na segunda-feira (11) para o cargo de diretor financeiro do Banco Mundial (BIRD), em Washington. Levy deixou a Fazenda em dezembro do ano passado, quando foi substituído por Nelson Barbosa, ex-ministro do Planejamento.

Como diretor financeiro (o cargo em inglês é CFO, Chief Financial Officer), Levy será responsável por todo o controle do Tesouro da entidade, incluindo as operações financeiras, orçamento corporativo, gerenciamento de risco e controladoria. Ele assume o cargo no dia 1º de fevereiro, segundo o G1.

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, elogiou a atuação do ex-ministro. “Joaquim possui uma rara mistura de especialização em finanças e mercados, uma forte perspectiva e conhecimento de sistemas multilaterais – todos centrais ao nossos sucesso”, disse em comunicado. “O compromisso incansável de Joaquim com reforma – orientada para o desenvolvimento sustentável e inclusivo – é um recurso significativo para o grupo Banco Mundial enquanto revisamos nossas finanças e adaptamos a um ambiente de rápida transformação.”

O Banco Mundial é uma organização internacional que fornece empréstimos para diversos países. Surgiu para atender às necessidades de financiamento da reconstrução dos países devastados pela Segunda Guerra Mundial. Com o tempo, mudou gradualmente seu foco para os países em desenvolvimento, muitos dos quais se tornaram nações independentes no pós-Guerra.