Trump assina nova ordem executiva imigratória

Nova ordem entra em vigor no dia 16 e proíbe a entrada de imigrantes de seis países de maioria muçulmana e exclui da lista o Iraque

0
6710
Expectativa é que anúncio seja feito nesta segunda-feira
Expectativa é que anúncio seja feito nesta segunda-feira

DA REDAÇÃO, COM CNN – O presidente Donald Trump assinou nesta segunda-feira (6) uma nova ordem executiva para impedir a entrada de cidadãos de seis países de maioria muçulmana. São eles: Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen. Os refugiados estão impedidos de entrarem nos EUA por 120 dias, inclusive os sírios. A medida entra em vigor no dia 16 de março.

O Iraque não vai ser incluído na nova regra, já que trabalha em conjunto com os EUA contra o Estado Islâmico. A nova ordem executiva foi anunciada seis semanas depois de o presidente Trump anunciar que imigrantes de sete países e refugiados estavam impedidos de entrar nos EUA por 90 dias. O anúncio causou protestos em todo o país e confusão nos aeroportos. A medida foi bloqueada por um juiz e teve recurso negado na Corte de Apelações de San Francisco.

A nova ordem deixa claro que portadores de green card podem entrar no país normalmente. Portadores de vistos válidos também não serão incluídos na nova lei que vai se aplicar a novos solicitantes de vistos. “Se você tem visto válido ou se for um residente permanente, você não será atingido por essa nova ordem. O Iraque também não vai entrar na lista”, disse Conway em um programa de tv na noite de domingo (5).

A antiga norma impedia a entrada de cidadãos do Iraque, Síria, Irã, Líbia, Somália, Sudão e Iêmen de entrarem nos EUA por 90 dias e todos os refugiados por 120 dias. Caso o refugiado fosse sírio, o banimento era por tempo indeterminado. Agora, refugiados sírios estão impedidos de entrararem nos EUA por 120 dias.