Extremista neonazista é preso na Flórida

Ele foi uma das lideranças na marcha de supremacistas brancos que acabou com uma pessoa morta em 2017

0
2122
Augustus era considerado fugitivo da Justiça e foi preso em Melbourne
Augustus era considerado fugitivo da Justiça e foi preso em Melbourne

Augustus Sol Invictus, apontado como um dos líderes do movimento neonazista e conhecido por ter organizado a marcha de supremacistas brancos em Charlottesville em 2017, foi preso na Flórida por sequestro e violência doméstica. O americano, de 36 anos, foi detido em Melbourne, no Condado de Brevard. A ONG Southern Poverty Law Center, que acompanha os grupos de ódio nos Estados Unidos, identifica Invictus como um extremista da chamada “direita alternativa”, que defende o nacionalismo branco e a “civilização ocidental”.

Invictus era considerado fugitivo da Justiça do estado de Carolina do Sul, que lhe buscava por sequestro, violência doméstica e posse de armas durante um crime violento. Negacionista do Holocausto, Invictus ficou conhecido quando se candidatou, em 2016, ao Senado pelo estado da Flórida.

Um ano depois, ele foi um dos oradores de uma marcha de supremacistas brancos e neonazista em Charlottesville, Virgínia. Na ocasião, uma pessoa morreu e 28 ficaram feridas quando um neonazista atropelou um grupo de manifestantes contrários, que se opunham ao movimento.