Familiares e vítimas de desabamento em Surfside fecham acordo de $997 milhões com seguradoras

Juiz que anunciou a decisão quer que as famílias recebam o dinheiro até o dia 24 de junho, aniversário de um ano da tragédia que matou 98 pessoas

0
662
Desabamento em junho do ano passado matou 98 pessoas (Foto Cortesia Miami Fire Rescue)

Familiares e vítimas do desabamento que matou 98 pessoas em junho do ano passado em Surfside, Flórida, chegaram a um acordo de $997 milhões com os advogados das seguradoras nesta quarta-feira (11). A decisão pegou os advogados das famílias de surpresa e foi anunciado pelo juiz Michael Hanzman.

Os valores que cada família vai receber ainda não foram definidos. O juiz afirmou que a expectativa é que o acordo seja fechado antes do aniversário de um ano da tragédia, em 24 de junho.

“O resultado e a rapidez com que foi concluído esse processo são extraordinários. Quando este caso chegou ao tribunal, eu disse que não seria um caso comum. O desabamento foi uma tragédia de proporções gigantescas. Se não tivéssemos as pessoas certas para lidar com esse caso, ele poderia se arrastar por até dez anos”.

O dinheiro do acordo vai partir de pelo menos 10 entidades, incluindo a seguradora do edifício Champlain South, a construtora do prédio do lado, engenheiros, arquitetos, um escritório de advocacia e a associação de condomínio do Champlain South.

Pablo Rodriguez perdeu a mãe e a avó na tragédia. Elas moravam no número 1211 do edifício. Ele disse que não esperava que o acordo fosse fechado tão rapidamente e que o valor foi mais alto que esperava. “Eu pensei que teríamos que esperar anos por uma solução para esse caso. Estamos satisfeitos com o valor. Eu ainda acordo no meio da noite com pesadelos sobre essa tragédia. O que mais me dói é que os legisladores da Flórida ainda não fizeram nada para mudar as construções dos prédios em Miami. Todos prometeram, mas nada foi feito até agora”. (Com informações do Miami Herald)