Famílias de indocumentados aguardam ansiosas por decisão da Suprema Corte

Decisão sobre as ordens executivas de Obama pode sair hoje (23) ou no máximo segunda-feira (27)

0
5580
Manifestantes pedem aprovação das ordens executivas
Manifestantes pedem aprovação das ordens executivas

Da Redação – O futuro de pelo menos cinco milhões de indocumentados – que têm filhos nascidos nos EUA – está nas mãos da Suprema Corte que deve bater o martelo, no máximo, até segunda-feira (27), sobre as ordens executivas de Obama. A medidas anunciadas pelo presidente americano em novembro de 2014 estão paralisadas desde fevereiro do ano passado quando um juiz do Texas, juntamente com outros 25 estados, alegou que o ato de Obama era inconstitucional.

A expectativa é grande e famílias foram para a porta da Suprema Corte para pedir que os oito juízes deem parecer favorável às ordens. Caso sejam aprovadas, as ordens executivas vão garantir que os beneficiados não sejam deportados e que tenham autorização de trabalho e carteira de motorista.

“Estamos apreensivos e ansiosos. Agora, é tudo ou nada pelas famílias de imigrantes em documentos que querem sair das sombras e contribuir com a comunidade a qual pertencemos”, disse o ativista Jorge Mario ao NBC News.

No caso das ordens executivas de Obama, até o momento, a Corte se mostrou dividida.

A Suprema Corte tem, também em suas mãos, a expansão do DACA que é um programa para jovens imigrantes indocumentados que vieram para os EUA com seus pais. Um polêmico projeto sobre aborto também será deliberado.

Se as ordens executivas forem aprovadas, os ativistas e grupos de apoio a imigrantes já estão preparados para ajudarem os beneficiados a preencherem a documentação que será enviada ao Departamento de Imigração.