Fazendeiro é condenado a 38 anos de prisão por permitir que traficantes usassem sua propriedade no Texas

Homem recebia dinheiro de traficantes de pessoas e de drogas, que usavam sua propriedade para como rota para ingressar ilegalmente nos EUA

0
3762
Na fazenda foram apreendidas drogas e armas (Foto CBP)

Um fazendeiro do Texas foi condenado a 38 anos de prisão por trabalhar com cartel mexicano e fornecer sua propriedade para o contrabando de imigrantes e de drogas.

Gilberto Morales, de 57 anos, natural de Cuba, recebia dinheiro de traficantes, que usavam sua propriedade como rota para o tráfico. Segundo a acusação, a fazenda de Gilberto fica perto da fronteira dos EUA com o México.

De acordo com as provas apresentadas no julgamento, Morales coordenou com um cartel de drogas mexicano operando em Porvenir, Chihuahua, México, para contrabandear pelo menos 11 toneladas de maconha para os EUA. Ele é um cidadão cubano que fazia parte de um esquema responsável pelo contrabando de drogas e imigrantes, semanalmente, de conforme relatou uma investigação das autoridades federais.

De acordo com os documentos judiciais, no dia 14 de agosto de 2020, um mandado de busca foi executado na fazenda de Morales. As autoridades encontraram quatro imigrantes indocumentados e depoimentos de testemunhas indicaram que ele estava envolvido em contrabando de imigrantes desde novembro de 2019. Um segundo mandado de busca foi executado mais tarde, naquele mesmo dia, e encontrou um esconderijo com 480 quilos de maconha.

Os policiais também encontraram 11 armas de fogo e 1.833 cartuchos de munição variada.