Fazendeiro joga esterco em viatura da patrulha de fronteira

Fazendeiro alega que imigrantes indocumentados prejudicam seu trabalho em fazenda

0
4916
Patrulha da Fronteira (CBP) ficou coberta de esterco FOTO AP
Patrulha da Fronteira (CBP) ficou coberta de esterco FOTO AP

O fazendeiro Mark Johnson, que alega que o seu ganha pão na agricultura tem sido arruinado pelos imigrantes indocumentados que trabalham em fazendas vizinhas, é acusado de jogar esterco líquido numa viatura da patrulha da fronteira – Customs and Border Protection – CBP. O incidente ocorreu em Vermont na quinta-feira (3), na beirada de um campo de plantação a 2 milhas da fronteira com o Canadá.  Na quinta-feira (17), ele compareceu ao tribunal em North Hero (VT) para ouvir formalmente as acusações de agressão e desordem.

Johnson, que produz esterco líquido para as fazendas no norte do estado, disse ao jornal Lake Champlain Islander que estava insatisfeito com a falta de ações mais agressivas por parte Immigration and Customs Enforcement (ICE) no que diz respeito a permitir que os indocumentados trabalhem nas fazendas locais. “A Patrulha da Fronteira, os xerifes, a Polícia Estadual e os fiscais não podem ir às fazendas”, disse ele.

“Eu costumava ir a essas fazendas, espalhava esterco e os ajudava no corte de madeira e outras tarefas”, acrescentou. “Então, os ilegais começaram a chegar, mais, mais e mais e todas as vezes que eu vejo a patrulha da fronteira eu paro e os pergunto, ‘por favor, vocês podem fazer algo com relação a isso?”

O agente da fronteira relatou que Johnson ficou bastante irritado e, então, decidiu se afastar com a viatura para que o fazendeiro pudesse espalhar o esterco no campo. Johnson tentou atingir o veículo duas vezes, mas errou a primeira vez. Na segunda vez, todo o lado do veículo ficou coberto de esterco.

Segundo documentos apresentados na Corte, o agente acreditou que não havia a necessidade de preencher um boletim de acidente, pois o veículo do governo não foi danificado. Entretanto, após o retorno ao Alburgh Port of Entry, o Grand Isle County Sheriff’s Department foi contatado e ele vai responder um processo. (Com informações do Brazilian Voice).