FBI caça ladrões que roubaram $7.4 milhões do aeroporto de Miami

0
2004

Assalto foi feito há mais de um mês e a agência federal oferece recompensa de $150,000

Agentes federais estão procurando três homens que roubaram, a mão armada, $7.4 millhões em dinheiro de um depósito do aeroporto, bem no momento em que o dinheiro estava sendo carregado em carros-forte que seguiriam para o Federal Reserve Bank em Miami, revelou o Federal Bureau of Investigation (FBI).

Os homens fugiram há mais de um mês e, nesta quinta-feira, o FBI ofereceu uma recompensa de $150,000 para quem der informações que ajudem a capturar quem participou do assalto realizado em 6 de novembro.

O dinheiro chegou ao Aeroporto Internacional de Miami num vôo comercial vindo de Frankfurt, Alemanha, onde os malotes com dinheiro dividiam espaço com a bagagem dos passageiros, disse a porta-voz do FBI Judy Orihuela.

Os $7.4 million representavam apenas uma parte do dinheiro que chegou no vôo vindo de Frankfurt, que aterrisou à 1:55 da tarde. Judy não revelou a quantia exata trazida de bancos internacionais para os EUA. “É comum transportar dinheiro desta maneira”, disse a porta-voz. “Estava numa área de carga, que é segura.”

Assim que o vôo chegou, os malotes foram descarregados e acompanhados até o depósito, onde foram liberados pela alfândega americana. Os malotes estavam sem lacre e sacos de dinheiro foram postos nos carros-forte. De acordo com os procedimentos do aeroporto, os guardas dos carros-forte não podem entrar armados dentro do depósito, localizado na Northwest 18 Street, confirmou a policial. “Eles têm de deixá-las dentro do veículo.”

Os funcionários já tinham carregado um carro-forte quando ocorreu o roubo. As autoridades federais contam como foi o assalto: Uma picape escura entrou no depósito às 3h10 da tarde. Dois homens usando bandanas pretas e carregando pistolas semi-automáticas saíram. O terceiro permaneceu dentro do veículo. Eles mandaram os guardas dos carros-forte e os funcionários do depósito deitarem-se no chão, primeiro em inglês, depois em espanhol. “Eles falavam um inglês muito bom. Já o espanhol soou como se tivessem aprendido aqui, com sotaque inglês,”, afirmou Judy Orihuela.

Os investigadores acham que alguém que trabalha (ou trabalhou) no depósito pode estar envolvido no crime, porque o depósito está numa área não descrita como industrial no perímetro do aeroporto. Poucas pessoas sabiam que o governo federal estava processando milhões de dólares em dinheiro vivo lá, finalizou a porta-voz do FBI.

Os policiais têm poucas dicas sobre as identidades dos suspeitos e aonde eles possam estar, por isto estão recorrendo à ajuda do público. Quem tiver qualquer tipo de informação pode ligar para o FBI pelo telefone 305-944-9101.