Flórida se oferece para sediar jogos Olímpicos 2021 se Tokyo cancelar

Autoridades da cidade japonesa têm considerado desistir mais uma vez de hospedar o evento por causa do aumento nos números da pandemia de covid-19

0
919
Abertura oficial do jogos está marcada para o dia 23 de julho de 2021 (foto: flickr)
Abertura oficial do jogos está marcada para o dia 23 de julho de 2021 (foto: flickr)

Por causa da pandemia de covid-19, o Comitê Olímpico Internacional (COI) adiou a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos que estavam previstos para acontecer no ano passado em Tokyo, no Japão.

A nova data foi remarcada para 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Entretanto, o crescimento no número de pessoas infectadas na capital japonesa têm feito as autoridades locais repensarem se ainda vale a pena hospedar o maior evento esportivo do mundo.  

De acordo com o site worldometers.info, mais de 94 mil pessoas testaram positivo para a covid-19 em Tokyo e 793 morreram por causa da doença. Em todo o país, o número é 368 mil infectados e 5,1 mil mortos até o momento.

Apesar de parecer pouco quando comparado aos EUA e Brasil, este é o maior pico da doença no país oriental desde o início da pandemia.

Diante disso, o Florida Chief Financial, Jimmy Patronis, enviou uma carta à presidência do COI, oferecendo para realocar a sede dos jogos no estado americano caso a desistência de Tokyo se confirme.

O documento assinado por Patronis e publicado no site da Secretaria de Finanças da Flórida destaca os esforços de vacinação do estado, sua abertura econômica, os eventos esportivos realizados durante a pandemia e o fato de seus parques temáticos – entre eles a Disney World – estarem funcionando com medidas sanitárias “modelo”.

“Quaisquer que sejam as precauções necessárias, vamos estudá-las e resolveremos isso”, escreveu Patronis ao presidente do COI, Thomas Bach.

A carta também diz que, antes da pandemia, a Flórida recebia 9000 turistas por dia e, nos últimos anos, ultrapassou o estado de New York em população total. 

“Quando a maioria dos principais estados estava fechando suas economias, tivemos a sorte de ter um governador que reconheceu o importante equilíbrio entre combater o vírus e manter a economia aberta. Além disso, quando a vacina covid-19 chega à Flórida, ela não fica apenas na prateleira embrulhada como em outros estados, mas se move rápido para proteger nossas comunidades”, diz a carta.

Por enquanto as Olimpíadas continuam agendadas para acontecer em Tokyo, apesar de uma  pesquisa recente da emissora pública japonesa NHK mostrar que 32% dos moradores da cidade defendem que os jogos sejam totalmente cancelados, 31% optam pelo adiamento e  27% concordam que os jogos devem prosseguir conforme o planejado.

Até esta terça-feira (26), a Flórida totaliza mais de 1,6 milhão de pessoas contaminadas por covid-19 e mais de 25 mil mortes. Os EUA são o país mais afetado do mundo com mais de 25 milhões de casos e 421 mil óbitos causados pelo coronavírus.