Forças Armadas irão para as ruas no Espírito Santo

Estado brasileiro vive crise de segurança pública com greve de policiais; 51 pessoas foram assassinadas no final de semana e lojas foram arrombadas

0
4639
Familiares de PMs protestam em frente aos quarteis por melhores salários
Familiares de PMs protestam em frente aos quarteis por melhores salários

O presidente Michel Temer autorizou as Forças Armadas a irem para as ruas da Grande Vitória, no Espírito Santo, enquanto a polícia permanece em greve. O final de semana foi de medo e insegurança na região, com 51 assassinatos, aumento de 1000% se comparado ao mês anterior.

Os militares do Exército já estão no 38º Batalhão de Infantaria, em Vila Velha, aguardando o fim do planejamento do Ministério da Defesa para começarem os trabalhos.

O governador em exercício, César Colnago, disse que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Alexandre Moraes, autorizou a chegada da Força Nacional ao estado.

Colnago explicou que 200 homens da Força Nacional farão o policiamento, sendo que 80 vêm do Rio de Janeiro, e 120 de Brasília.

O Ministério da Justiça confirmou a informação e disse que os homens devem chegar à cidade no início da noite desta segunda.

A Justiça decretou o movimento ilegal e já determinou que os manifestantes saiam das portas dos quartéis. No entanto, na manhã desta segunda os protestos continuavam, e a polícia ainda não estava trabalhando. As manifestações acontecem em toda a Região Metropolitana de Vitória, Guarapari, Linhares, Aracruz, Colatina e Piúma.

Os familiares protestam no lugar dos PMs, porque eles são proibidos pelo Código Penal Militar de fazer greve ou paralisação. A pena para o PM que participar em atos desse tipo pode chegar a dois anos de prisão.

Medo e insegurança

A Grande Vitória registrou 51 mortes violentas desde o início dos protestos de familiares de policiais militares, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) ainda não tem um balanço.

Se confirmado, o número de mortos nos últimos três dias significa um aumento de mais de 1.000% em relação a todo o mês de janeiro, quando ocorreram apenas quatro registros no Departamento Médico Legal (DML).

Diversas lojas de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Guarapari foram arrombadas por criminosos. Por causa disso, os estabelecimentos não vão funcionar nesta segunda. Escolas também estão fechadas.

No bairro da Glória, em Vila Velha, o equivalente a um caminhão de mercadorias foi roubado das Casas Bahia. O portão da loja foi arrombado e, segundo o gerente, os criminosos destruíram muita coisa dentro do local. A Eletrocity também foi alvo da ação de assaltantes.

Em Guarapari, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) informou que 35 lojas da cidade haviam sido assaltadas até o início da manhã desta segunda. (Com informações do UOL e G1)