Globo ganha dois Emmy, e Fernanda Montenegro brilha no red carpet

Emissora brasileira foi premiada em NY no “Oscar da TV”, o prêmio mais importante da televisão mundial, pelas novelas “Império” e “Doce Mãe”

0
1795

DA REDAÇÃO – Duas produções do Brasil foram premiadas no 43º Emmy Internacional, considerado o Oscar da TV mundial, na segunda-feira (23), em New York. O folhetim “Império” (TV Globo) levou o Emmy Internacional como melhor novela, e a produção “Doce de mãe” (TV Globo), como melhor comédia.

Além das duas produções, a veterana atriz Fernanda Montenegro, um dos maiores nomes das artes dramáticas no Brasil, foi indicada, na categoria de “Melhor atriz”, por sua participação em “Doce Mãe”. Apesar de não ter levado o prêmio (que foi dado à atriz norueguesa Anneke von der Lippe), Fernanda agradeceu à produção da emissora brasileira pela oportunidade de ter sido indicada.

“Estou muito feliz de pertencer ao elenco da Globo, da produção de Doce de Mãe. Sou grata aos autores, Jorge e Ana, Nora Goulart, produtora executiva, e aos meus colegas com os quais formamos um jogo muito divertido”, comentou Fernanda Montenegro, protagonista de “Doce de Mãe”.

O diretor de “Doce Mãe”, Jorge Furtado, aproveitou para homenagear a atriz. “Eu dedico o prêmio à Fernanda Montenegro. Essa série foi escrita para ela, ela é o nosso doce de mãe e sem ela nada disso seria possível”, disse.

Pelo Brasil, também foi lembrada a série “Psi” (categoria melhor série dramática), da HBO América Latina-Brasil. Protagonista do programa, Emílio de Mello disputou como melhor ator.

Nas dez categorias em disputa, concorreram ao todo 40 indicados. Eles representavam 19 países.

Única emissora do país a ter vencido o Emmy Internacional, a TV Globo tem ao todo 12 estatuetas. A mais recente foi conquistada em 2014, quando a novela “Joia rara” foi premiada. Naquela edição, o CEO e presidente do Grupo Globo, Roberto Irineu Marinho, foi reconhecido com o prêmio de Personalidade Mundial da Televisão.

Em 2013, a novela “Lado a lado” e a própria Fernanda Montenegro levaram o troféu. A atriz ganhou justamente pelo papel de Dona Picucha em “Doce de mãe”, lembrada de novo em 2015. Fernanda foi a primeira brasileira a levar na categoria.

O diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, fez parte do júri que selecionou os finalistas do 43º Emmy Internacional.