Governador da Flórida promete lei que autoriza porte de arma sem licença

DeSantis garantiu que, antes de concluir seu mandato no final deste ano, a medida estará em vigor no estado

0
1143
Lei atual exige que os residentes da Flórida obtenham licença e passem por teste para manusear arma (foto: Wikimedia)
Lei atual exige que residentes da Flórida obtenham licença e passem por teste para manusear arma (foto: Wikimedia)

O governador Ron DeSantis disse que vai aprovar uma lei que permitirá aos moradores da Flórida portarem armas de fogo sem necessidade de obter licença ou realizar treinamento. A declaração foi dada durante uma entrevista coletiva em Williston (FL) na sexta-feira (29). Na ocasião, DeSantis garantiu que, antes de concluir seu mandato no final deste ano, a medida estará em vigor no estado. “Não posso dizer se será na próxima semana ou daqui seis meses, mas posso dizer que, antes de eu terminar como governador, isso será lei”, enfatizou o republicano. 

O projeto chamado de “constitutional carry”, (porte constitucional, na tradução livre em português), já existe no Texas, Iowa,Tennessee, Montana, Utah, Wyoming e vários outros estados comandados por conservadores. Seus defensores argumentam que ele fortalece a Segunda Emenda à Constituição dos EUA, que garante o direito da população à legitima defesa.

De acordo com a lei atual, os residentes da Flórida precisam tirar uma licença para portar uma arma de fogo e passar por um teste que comprove capacidade de manuseá-la.

A comissária de agricultura Nikki Fried, pré-candidata do Partido Democrata para derrotar DeSantis nas eleições estaduais deste ano, criticou a proposta. “Isso é absurdo em um estado que sofreu alguns dos piores tiroteios em massa da história do nosso país”, disse Fried, em referência aos tiroteios da boate Pulse, em Orlando, onde 49 pessoas foram mortas em 2016, e da escola Stoneman Douglas High School, em Parkland, quando 17 pessoas morreram em 2018. “Deveríamos aprovar leis para prevenir a violência armada e trabalhar para resolver a crise de moradias populares, não fazer do caos um palanque político”, completou.

De acordo com o Instituto de Ação Legislativa da NRA (National Rifle Association), 25 estados aprovaram leis constitucionais de porte de armas sem licença nos últimos anos.