Governador Ron DeSantis assina lei para banir cidades ‘santuário’ para imigrantes na Flórida

Objetivo da lei é fazer com que autoridades policiais colaborem com ICE

0
4589
Ron DeSantis assina lei para banir cidades 'santuário' na FL (Foto Michael Synder - AP)
Ron DeSantis assina lei para banir cidades 'santuário' na FL (Foto Michael Synder - AP)

O governador da Flórida Ron DeSantis cumpriu uma promessa de campanha e assinou na sexta-feira (14) uma lei para banir cidades que protegem imigrantes indocumentados na Flórida, as chamadas cidades ‘santuário’.

Em uma cerimônia concorrida, com mais de 300 pessoas, realizada no condado de Okaloosa na região do Panhandle, local considerado super conservador, DeSantis enfatizou que o objetivo é fazer com que os departamentos de polícia locais colaborem com o U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE).

“Cidades santuário criam locais sem lei onde as pessoas podem chegar sem documentos e se estabelecer, cometer crimes e simplesmente deixar a prisão e continuar impune. Na Flórida isso não vai mais acontecer”, disse o govenador.

A lei SB-168 requer que policiais informem às autoridades imigratórias caso algum imigrante indocumentado seja preso por cometer alguma infração. A lei foi apresentada pelo republicano Joe Gruters.

Na cerimônia, muitos apoiadores de DeSantis usavam bonés com os dizeres “Make America Great Again”.

Democratas criticaram a assinatura da lei e disseram que a cerimônia de assinatura foi um ‘palanque político’. “Estava parecendo mais um comício do que a assinatura de uma lei”, comentou a deputada democrata Anna Eskamani, que acrescentou que o condado de Okaloosa praticamente não tem imigrantes. “Para mim, pareceu que ele queria apoio político e usou essa lei para conseguir audiência”.

“Mais uma vez, os Republicanos votam de forma vergonhosa contra a comunidade imigrante. O SB 168 criaria mais medo em nossas comunidades ao custo dos contribuintes e é contrário à diversidade das pessoas em nosso estado. Estamos contra esta lei e seu sentimento anti-imigrante que servirá para criar mais divisão e ódio em nosso estado”, disse a senadora Terrie Rizzo (D).