Governo anuncia mudanças no processo de ajuste de status para o green card

Medida vai acelerar o processo de imigrantes que agurdam o momento de dar entrada nos papeis através de consulados e embaixadas americanas

0
5223
green card
Imigrantes não terão mais que provar que possuem recursos para o sustento como exigência para o green card

DA REDAÇÃO (com Univision) – O serviço americano de imigração (USCIS) anunciou na quarta-feira (9) que vai revisar os procedimentos de disponibilidade de vistos de residência permanente (green cards) para pessoas que estão em processo de ajuste de status e se encontram fora dos Estados Unidos.

O USCIS (United States Customs and Immigration Service) divulgou nota, no mesmo dia, dizendo que juntamente com o Departamento de Estado (DOS) “revisou ou procedimentos para determinar a disponibilidade de vistos de residência para pessoas que estão à espera de um ajuste de status baseado em família ou emprego.”

O novo processo aumentará a capacidade do DOS de prever com mais exatidão a quantidade de vagas para residentes disponíveis, e a demanda de estrangeiros que buscam a residência permanente através de petições feitas junto aos consulados e embaixadas dos Estados Unidos.

Em entrevista à rede de TV Univision, o advogado Ezequiel Hernandez explicou que o novo sistema faz parte do pacote de benefícios incluídos na Ação Executiva que o presidente Obama anunciou em novembro do ano passado.

A Ação Executiva contém mundanças da ‘Lei do Castigo’ para que os residentes legais possam peticionar por seus filhos e cônjuges indocumentados sem que estes não sofram o castigo de até 10 anos de entrada negada nos Estados Unidos, imposto aos que ultrapassam o limite legal de sua estada no país.

Agilizando o processo 
“Criaram um sistema para que as pessoas possam adiantar seus processos consulares, mas isto não significa que adiantaram as datas de prioridade estabelecidas nos Boletins de Vistos, e as pessoas possam receber imediatamente a residência”, disse Hernandez à Univision.

A nota do USCIS reforça que “a mudança permitirá que o governo saiba com exatidão o número de residências necessárias em cada ano e estabelecer as datas-limite dos Boletins de Vistos”. Diz ainda que o procedimento “ajudará a assegurar que a quantidade máxima de vistos de imigrante seja emitida anualmente, segundo o estabelecido pelo Congresso, e minimizar as flutuações mensais contidas nos Boletins.”

A partir de agora, o Centro Nacional de Vistos, do Departamento de Estado, publicará duas tabelas por categoria de vistos. Uma com as datas em que os vistos poderão ser emitidos e outra com as datas para a entrada da petição.

Essas informações permitirão que pessoas que estão à espera do ajuste de status saibam quando poderão dar entrada no formulário I-485 (Pedido de Residência Permanente e Ajuste de Status).

O Boletim de Vistos é atualizado todos os meses e indica quando os vistos de cada categoria estarão dsiponíveis de acordo com a “data de prioridade” (priority date) de cada processo. A data de prioridade, em geral, é a de quando o solicitante deu entrada ao pedido de residência permanente.

A disponibilidade de um visto de imigrante significa que os solicitantes qualificados poderão dar os passos finais na direção de tornarem-se residentes permanentes.