Biden encerra oficialmente política de tolerância zero na fronteira

Medida instituída em 2018 por Donald Trump separou centenas de famílias de imigrantes na fronteira com México

0
1307
Crianças separadas dos pais eram mantidas atrás das grades (Foto: AP)
Crianças separadas dos pais eram mantidas atrás das grades (Foto: AP)

O U.S Justice Department cancelou a medida aprovada pelo governo de Donald Trump que estabelecia a política de ‘tolerância zero’ para os imigrantes que cruzavam a fronteira entre México e EUA sem documentos, o que, na prática separava as famílias.

De acordo com a Associated Press, o procurador-geral interino do governo Biden, Monty Wilkinson, enviou um novo memorando aos promotores federais de todo o país, informando que voltará à política de imigração anterior. Isto é, que revisava os registros pessoais e instruía os promotores a agir em cada caso individual.

Wilkinson explicou que, de acordo com os princípios do Justice Department “não se deve apenas responder ao fato de que um crime federal foi cometido, mas também levar em consideração outros fatores, como circunstâncias pessoais e antecedentes criminais, gravidade do crime e as consequências que ele pode ter”.

Separação familiar

A política de ‘tolerância zero’ implementada em 2018 pelo governo Donald Trump estabeleceu que todo adulto que pego atravessando a fronteira ilegalmente fosse criminalmente processado. Se for capturado, o indivíduo é levado a um centro federal de detenção de imigrantes até que se apresente a um juiz.

Se o adulto estivesse acompanhado de um menor de idade, a política previa a separação da família e o envio da criança para um local pré-estabelecido pelo governo.

Logo após as primeiras famílias serem separadas, começaram a circular pelo mundo imagens de crianças dentro de grades, dormindo em colchões no chão com cobertores de papel-alumínio.