Governo Biden vai manter restrições de entrada nos EUA para brasileiros

Trump assinou ordem nesta segunda (18) para dar fim ao impedimento a partir do dia 26, mas porta-voz do futuro governo disse que Biden vai revogar a ordem

0
1194
Passengeiros caminham pelo Terminal 1 do aeroporto JFK, em New York (Arquivo/ REUTERS/Shannon Stapleton)
Passengeiros caminham pelo Terminal 1 do aeroporto JFK, em New York (Arquivo/ REUTERS/Shannon Stapleton)

O presidente-eleito Joe Biden planeja manter as restrições à entrada de estrangeiros provenientes da Europa e do Brasil que teriam fim no dia 26 de janeiro, informou à agência de notícias Reuters a porta-voz do futuro governo Biden. Trump assinou nesta segunda-feira (18) uma ordem acabando com as restrições impostas desde o ano passado.

Logo depois que a ordem de Trump veio a público, a porta-voz de Biden, Jen Psaki, tuitou que “por recomendação de nossa equipe médica, o governo não tem intenção de acabar com essas restrições no dia 26 de janeiro”.

As restrições em questão são para estrangeiros que tenham estado os últimos 14 dias de sua chegada aos EUA no Brasil, na Grã-Bretanha, na Irlanda e em outros 26 países europeus da Área Shengen. As restrições a brasilerios estão em vigor desde maio de 2020.