Governo Biden começará a pagar crédito tributário de até $300 dólares por criança em julho

Cerca de 39 milhões de famílias serão beneficiadas. Até o final do ano, o valor coletado por grupo familiar com o Child Tax Credit (CTC) pode chegar a $3,6 mil

0
2204
Dinheiro faz parte do plano de resgate econômico lançado em março no valor de $1,9 trilhão (foto: Wikimedia)
Dinheiro faz parte do plano de resgate econômico lançado em março no valor de $1,9 trilhão (foto: Wikimedia)

O United States Treasury Department anunciou nesta segunda-feira (17) que 39 milhões de famílias irão começar a receber pagamentos de até $ 300 mensais por criança de até seis anos de idade a partir de 15 de julho.

Pais de filhos com idade entre seis e 17 anos irão embolsar $250 mensais a partir da mesma data. O dinheiro faz parte do plano de resgate econômico no valor de $1,9 trilhão lançado pelo presidente Joe Biden em março para conter os efeitos da covid-19. 

A iniciativa expandiu o Child Tax Credit (CTC) por um ano e possibilitou o pagamento antecipado dos benefícios em uma base mensal. 

Ao final de 2021, o valor coletado pelas famílias com o crédito do imposto pode chegar a $3,6 mil para os pais de filhos menores de seis anos e até três mil dólares pelos mais velhos. O valor do CTC anterior era de até dois mil dólares anuais por criança qualificada com menos de 17 anos.

“Este plano está proporcionando uma redução de impostos substancial para a classe média e famílias de baixa renda que têm filhos”, disse o presidente Joe Biden em comunicado publicado no site da Casa Branca.

O CTC começou a ser pago às famílias americanas de renda média e média alta em 1997 com um valor inicial de $500. Com o passar dos anos, o valor foi expandido para abranger as famílias de baixa renda. Este ano, famílias que ganham até $150 mil por ano são elegíveis.

O IRS determinará se as pessoas serão qualificadas para os pagamentos mensais usando suas declarações fiscais de 2020 ou, caso ainda ainda não tenham sido preenchidas, se serão aceitas as declarações de 2019. Também é necessário comprovar residência nos EUA por pelo menos seis meses.

Mais informações em inglês podem ser acessadas aqui.