Governo Trump ainda está separando famílias de imigrantes na fronteira

Entre maio e junho do ano passado, o governo separou centenas de crianças e adolescentes de seus pais, confinando-os em centros de detenções separados

0
1585
Oficiais do governo testemunharam perante o comitê e afirmaram que a prática de separação de pais e filhos continua
Oficiais do governo testemunharam perante o comitê e afirmaram que a prática de separação de pais e filhos continua

O governo de Donald Trump ainda continua separando famílias de imigrantes indocumentados que cruzam a fronteira dos Estados Unidos com o México, apesar de ter encerrado sua política de “tolerância zero” em junho do ano passado, segundo advogados especialistas em imigração do Estado do Texas. As informações são da AP.

A organização Annunciation House, que acolhe refugiados e imigrantes na cidade de El Paso, recebe por volta de uma ou duas denúncias por semana de casos em que pais e filhos são separados após tentarem entrar ilegalmente no país na região. E essas são apenas as ocorrências notificadas à ONG.

Um comitê formado por membros do Partido Democrata também vem averiguando a questão. Segundo denúncias coletadas pela investigação e apresentadas oficialmente à administração do presidente Donald Trump no início de fevereiro, algumas das famílias separadas em 2018 ainda não foram reunidas.

Além disso, oficiais do governo testemunharam perante o comitê e afirmaram que a prática de separação de pais e filhos continua e que os órgãos do governo responsáveis pelas diretrizes de imigração não têm esclarecido o porquê.

Entre maio e junho do ano passado, o governo separou centenas de crianças e adolescentes de seus pais, confinando-os em centros de detenções separados, após anunciar a aplicação de uma política de “tolerância zero” contra a imigração ilegal pela fronteira sul do país.

Em função das críticas, Trump se viu obrigado a assinar um decreto determinando o fim da divisão das famílias. Segundo as novas denúncias, contudo, a prática continua em vigor, ainda que em menor escala e sem autorização oficial.