“Green Book” é o grande vencedor do Oscar 2019

Cerimônia não teve apresentador – diversos atores apresentaram as categorias- ; o mexicano Alfonso Cuarón de ‘Roma’ levou três estatuetas e filme sobre o Queen foi o maior vencedor da noite, com quatro

0
1789
Os ganhadores do prêmio de melhor ator e atriz Rami Malek, Olivia Colman, Regina King e Mahershala Ali FOTO Reuters
Os ganhadores do prêmio de melhor ator e atriz Rami Malek, Olivia Colman, Regina King e Mahershala Ali FOTO Reuters

Apesar das críticas, o filme ‘Green Book’, de Peter Farrelly, venceu como melhor filme o Oscar 2019, realizado na noite de domingo (24) no Teatro Dolby, em Los Angeles. O prêmio principal foi uma das grandes surpresas do evento neste ano, que, pela primeira vez em 30 anos não teve apresentador. Mahershala Ali, ator do filme, levou a estatueta de melhor ator coadjuvante. O filme ainda levou o prêmio de melhor roteiro original.

‘Roma’, de Alfonso Cuarón, ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro, tornando-se assim a primeira produção mexicana a ficar com a estatueta dourada nessa categoria. O encarregado de entregar a estatueta foi Javier Bardem, que fez o seu discurso completamente em espanhol.

“Não há fronteiras nem muros que freiem o engenho e o talento”, disse o ator espanhol. “Em cada região do mundo há histórias que nos comovem e nesta edição comemoramos a excelência e a importância da cultura e do idioma de diferentes países”, acrescentou.

Cuarón ganhou ainda o Oscar de melhor direção. Em seu discurso, ele reconheceu a Academia de Hollywood por premiar um filme sobre uma mulher indígena e trabalhadora doméstica sem direitos trabalhistas, um tipo de pessoa que, segundo o cineasta, foi “relegada” historicamente no cinema. Roma também teve sua fotografia premiada.

Essa é a quinta vez nos últimos seis anos que um mexicano recebe o prêmio de melhor diretor. Além dele, foram agraciados Alejandro González Iñárritu, duas vezes, e Guillermo del Toro. O próprio Cuarón já havia levado a estatueta em 2014 com ‘Gravity’.

Já o diretor Spike Lee ganhou seu primeiro Oscar. Sua obra Infiltrado na Klan ficou com a estatueta de melhor roteiro adaptado. O diretor foi aplaudido de pé.

Para as atuações, a grande surpresa da noite foi o Oscar de melhor atriz para a britânica Olivia Colman, pelo seu trabalho em ‘The Favourite’, desbancando Glenn Close, que era vista como favorita para a categoria. Já a estatueta de melhor atriz coadjuvante não trouxe surpresas e ficou com Regina King, por sua atuação em ‘If the Beale Street Could Talk’.

O ator Rami Malek ganhou o Oscar de melhor ator pelo seu papel como Freddie Mercury no filme Bohemian Rhapsody. O ator americano, filho de imigrantes egípcios, pediu que se contem mais histórias que apostem na diversidade e que falem sobre pessoas que têm problemas com quem são e com sua identidade.

Bohemian Rhapsody levou ainda outras três estatuetas: edição, mixagem de som e edição de som. O filme Pantera Negra também ficou entre os consagrados da noite, com três prêmios: direção de arte, figurino e trilha sonora.

Lady Gaga

Lady Gaga conquistou o Oscar de melhor canção original com “Shallow”, de “A Star Was Born”. Intérprete e compositora da música, ela lcançou um importante marco este ano. Gaga é a primeira artista a sair vitoriosa no Oscar, Globo de Ouro, Bafta e Grammy em um mesmo ano.

No filme, a cantora e atriz dá vida à Ally, uma garçonete que vê sua carreira mudar após conhecer o rockstar Jack, vivido por Bradley Cooper. Os dois dão início a uma bela história de amor que tem na canção vencedora um de seus pontos altos.

Ela se apresentou na noite do Oscar ao lado de Bradley Cooper.  (Com informações do portal Terra e G1).

Lady Gaga ganhou o Oscar por melhor canção original FOTO Getty Images
Lady Gaga ganhou o Oscar por melhor canção original FOTO Getty Images