Grupo Odebrecht pagou 599 milhões de dólares em propina a brasileiros

Afirmação é do Departamento de Justiça dos EUA em declaração nesta quarta-feira (21)

0
2021
Odebrecht firmou acordo com Departamento de Justiça americano
Odebrecht firmou acordo com Departamento de Justiça americano

DA REDAÇÃO COM FOLHA DE S.PAULO – A construtora Odebrecht pagou $599 milhões em propina a agentes políticos brasileiros, incluindo partidos e membros do governo, para conseguir vantagens em negócios da empreiteira no país. A informação consta de documentos tornados públicos pelo DOJ (Departamento de Justiça) dos Estados Unidos, que assinou nesta quarta-feira (21) acordo de leniência com o grupo baiano.

O acordo de leniência é firmado entre a pessoa jurídica que cometeu ato ilícito contra a administração pública, nacional ou estrangeira, mas que se dispõe a auxiliar nas investigações que levem a captura de outros envolvidos no crime, em troca de benefícios para sua pena.

Os documentos foram tornados públicos na quarta-feira (21), após a Odebrecht assinar em Washington, nos EUA, o acordo em que a empreiteira e a Braskem se comprometem a pagar uma multa total de R$ 6,9 bilhões.

Do total repassado a brasileiros, segundo os americanos, $349 milhões saíram da construtora Odebrecht e $250 milhões da Braskem, o braço petroquímico da empreiteira.

Deste montante, $40 milhões foram destinados a partidos por meio do departamento de Operações Estruturadas, área da empresa responsável por operacionalizar o pagamento de propina.

Segundo os investigadores americanos, o montante foi pago entre 2003 e 2016 e gerou benefícios à empreiteira em mais de $1,9 bilhão. Esse montante faz parte dos cerca de $788 milhões de propinas pagas pela Odebrecht em 11 países, além do Brasil.

O valor não inclui as propinas supostamente pagas pela Braskem, o braço petroquímico da Odebrecht.