Homem abre fogo e mata quatro pessoas em hospital de Oklahoma

“Ele foi ao local com um propósito e sabia para onde estava indo. Esse ataque não foi aleatório”, disse a polícia

0
967
Equipe de emergência trabalha no local de um tiroteio na Clínica Warren em Tulsa, Oklahoma, em 1º de junho de 2022. REUTERS:Michael Noble Jr.

Quatro pessoas foram assassinadas a tiros na tarde de quarta-feira (1) por um homem que abriu fogo no segundo andar de um hospital em Tulsa, Oklahoma. Segundo informações da polícia, o atirador se matou em seguida.

Os policiais chegaram ao centro médico apenas três minutos após receberem uma ligação sobre o ataque.

Vídeos feitos por testemunhas mostram a chegada dos socorristas ao complexo do Hospital Saint Francis, e também um policial retirando um fuzil de alta potência do porta-malas de seu carro. A polícia armada então correu para o interior do centro médico.

Segundo o vice-chefe de polícia de Tulsa, Eric Dalgleish, os oficiais “ouviram tiros no prédio” quando chegaram. Eles então revistaram sala por sala até o segundo andar do Edifício Natalie, quando fizeram contato com as vítimas e o suspeito, disse Dalgleish.

“No momento temos quatro civis mortos, um atirador que está morto e, neste momento, acreditamos que foi auto infligido”, afirmou o vice-chefe de polícia.

No local, a polícia encontrou um fuzil e um revólver que foram usados pelo atirador. As razões para o ataque ainda estão sendo investigadas. “Ele foi ao local com um propósito e sabia para onde estava indo. Esse ataque não foi aleatório”, disse a polícia.