Homem de 40 anos é uma das vítimas fatais do coronavírus em Miami

Radiologista participou de festival LGBT na cidade, que já registrou pelo menos outras nove pessoas contaminadas; Miami-Dade tem quase 1.5 mil casos e três mortes nesta segunda-feira (30)

0
2019
Israel morreu vítima do coronavírus em Miami (Foto Arquivo Pessoal - Miami Herald)

Israel Carrera, de 40 anos, foi a primeira vítima fatal da COVID-19 em Miami-Dade. Carrera faleceu na noite de quinta-feira (26) no hospital. Na manhã desta segunda-feira (30), o condado tem 1.472 casos de coronavírus registrados e três mortes. 

Carrera nasceu em Cuba e estudou radiologia no Paraguai antes de se mudar para Miami em 2016. Ele era casado com um paraguaio e os dois participaram da Winter Party Festival, festival LGBT que aconteceu há algumas semanas em Miami Beach.

“Israel morreu quinta-feira no Mount Sinai. Ele lutou até o final. Ele era uma ótima pessoa e um homem de muitas qualidades”, disse o marido de Carrera, Christian López ao Miami Herald. 

“Há duas semanas ele estava saudável e forte como um touro. Se você olhar para suas fotos vai ver que era uma pessoa saudável, que se exercitava com frequência. Agora ele se foi de maneira repentina. Estamos chocados”, disse o commissioner Scott Galvin, ativista da causa LGBT e amigo da vítima. 

Pelo menos nove pessoas que participaram da Winter Party testaram positivo para a COVID-19. Milhares de pessoas de diversos países estiveram presentes ao festival, que é conhecido mundialmente. 

Organizadores do festival estão levantando recursos para a luta contra a doença entre a comunidade LGBT. “Estou muito triste com a morte de Israel Carrera. Ele era amado por muitas pessoas. Esse vírus é particularmente cruel porque não podemos nem nos abraçar em horas tão difíceis como esta”, disse Rea Carey, diretora executiva da força-tarefa em prol da comunidade gay.