Homem é preso por matar corretora de imóveis em Coral Springs, FL

Segundo informações da polícia, acusado pensou que corretora era a dona da casa em que ele morava e foi despejado

0
2856
Sara foi assassinada dentro do carro em que esperava por um cliente em Coral Springs

Familiares, amigos e corretores de imóveis do Sul da Flórida lamentam a morte da corretora Sara Trost, assassinada na véspera de Natal. Sara foi morta a tiros enquanto aguardava por um cliente em frente à uma casa em Coral Springs, FL.

O autor dos disparos, Raymond Reese, de 51 anos, foi preso. Ele ligou para a polícia logo após cometer o crime. Reese pensou que Sara era a dona da casa em que ele morava e que o havia despejado dias antes.

“Vocês podem enviar um policial para me prender? Eu acabei de atirar em uma pessoa”, disse Reese ao atendente do 911.

A arma utilizada no crime estava próxima do carro do acusado em frente à sua casa em Boca Raton. A polícia também encontrou traços de sangue no Ford Fusion de Reese.

Na delegacia, Reese confessou o crime e disse “estar chateado com a dona da casa em que ele morava por causa de um e-mail que ela enviou no dia anterior”.

Testemunhas disseram que o assassino confesso se aproximou do carro, Sara abriu a porta, ele atirou várias vezes e fugiu do local. Sara, de 40 anos, morreu na hora.

A presidente da Associação de Realtors de Broward e Palm Beach, Karen Johnson, lamentou a morte e comentou os riscos que envolvem a profissão. “As pessoas pensam que é fácil, mas não é fácil. Sempre tem um risco no que fazemos”.

“Sara era uma mulher especial, querida por todos. Ela sempre tinha um sorriso no rosto e uma palavra amiga para compartilhar”, disse.