Homem que jogou ácido no rosto de hispano-americano pode pegar até 30 anos de cadeia

Clifton Blackwell foi preso por agressão e indiciado por crime de ódio

0
2212
Clifton Blackwell (Milwaukee County Sheriff’s Office/CNN)

Um homem que jogou ácido no rosto de um hispano-americano depois de gritar para que ele voltasse para onde veio foi indiciado por crime de ódio, em Milwaukee, Wisconsin. Clifton Blackwell, de 61 anos, atacou Mahud Villalaz, de 42 anos, nascido no Peru e cidadão americano, depois de uma discussão por estacionamento.

“Por que você invadiu o meu país?”, gritou Blackwell, de acordo com documentos da corte. “Por que não respeita minhas leis?”

Segundo o acusado, Villalaz teria estacionado seu carro muito próximo de um ponto de ônibus. Villalaz disse que moveu o veículo depois da reclamação, mas Blackwell continuou a ofendê-lo, chamando-o de “ilegal” e gritando para que voltasse para o lugar de onde veio. Villanez retrucou, chamando-o de “racista” e argumentou que os nativos americanos já chamavam este país de lar há muito mais tempo.

Villalaz contou à polícia que nesse momento Blackwell jogou ácido no seu rosto, ação que foi registrada pela câmera de segurança de um restaurante próximo. A polícia informou que o ácido estava dentro de um recipiente de metal que Blackwel retirou de uma sacola.

Villalaz teve queimaduras de primeiro grau no rosto, e Blackwell pode pegar até quinze anos de prisão, seguidos de mais dez de detenção supervisionada, pela agressão. Com o adendo de crime de ódio, mais cinco anos podem ser adicionados à sua pena. Ele está preso na cadeia de Milwaukee, com fiança estabelecida em $20 mil.