ICE prende 163 imigrantes indocumentados na região de New England e New Jersey

Brasileiros estão entre os presos e, segundo o ICE, dois são procurados no Brasil por assassinato; prisões aconteceram nos estados de New Jersey, Massachusetts, Rhode Island, New Hampshire e Connecticut

0
3162
ICE realiza operação em fábrica de armas na Carolina do Norte
ICE realiza operação em fábrica de armas na Carolina do Norte

O U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) prendeu, na última semana, 105 imigrantes indocumentados em New Jersey e outros 58 nos estados de Massachusetts, Rhode Island, New Hampshire e Connecticut, região de New England. Entre os presos estão diversos brasileiros, dois deles segundo o ICE, procurados por homicídio no Brasil.

Em New Jersey, a operação durou cinco dias e prendeu imigrantes indocumentados do Brasil, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Egito, El Salvador, Guatemala, Honduras, Jamaica, Coreia, México, Peru, Filipinas, Polônia, Rússia, Sérvia, Espanha, Taiwan e Venezuela. Segundo o ICE, 80% dos detidos tinham passagem pela polícia.

Os presos têm idades entre 18 e 65 anos e já foram detidos por crimes sexuais, porte de drogas, tráfico, DUI, fraude, violência doméstica, prostituição, entre outros crimes.

New England

Já na região de New England, 58 pessoas foram presas, entre elas dois brasileiros. Um de 67 anos morador de Lynn, Massachusetts, e outro de 59 anos em Putnam, Connecticut, ambos procurados por assassinato no Brasil. Um deles

Os outros presos são da Jamaica, França, Haiti e República Dominicana.

Segundo o ICE, 30 dos presos tinham passagem pela polícia, nove já haviam sido deportados e outros 15 tinham sido liberados de prisões locais recentemente.

New Jersey e os estados da região de New England são considerados ‘santuários’ para imigrantes indocumentados, o que quer dizer que as autoridades locais não entregam essas pessoas para o ICE. “Nós não temos outra alternativa a não ser intensificar as operações nessas cidades ‘santuário’, que atraem centenas de criminosos e imigrantes ilegais”, disse o ICE em comunicado.