ICE prende mais 74 indocumentados com antecedentes criminais

Durante 11 dias, agentes prenderam 71 estrangeiros com antecedentes criminais e três por violarem as leis migratórias

0
2151
As prisões foram realizadas no período de 11 dias
As prisões foram realizadas no período de 11 dias

Agentes do Setor do Cumprimento das Leis e Operações de Remoção (ERO) do Departamento de Imigração (ICE) prenderam 74 indivíduos durante batidas realizadas em dois estados. As operações visaram a apreensão de estrangeiros que tinham antecedentes criminais em Michigan e Ohio.

Durante 11 dias, os agentes do ERO prenderam 71 estrangeiros com antecedentes criminais. Os três restantes fazem parte do conjunto de prioridades do órgão, como violadores recentes das leis de imigração. Entre os detidos por terem antecedentes criminais estão condenações por tráfico de drogas, dirigir intoxicado (DUI), porte ilegal de arma, fraude, violência doméstica, roubo e outros crimes considerados sérios. Quatro dos detidos enfrentam agora acusações federais por reentrarem nos EUA após as deportações, um crime passível de até 20 anos de prisão.

“Operações específicas como essa enfatizam o comprometimento do ICE na utilização estratégica dos recursos para tornar as vizinhanças mais seguras”, disse Rebecca Adducci, diretora do ERO em Detroit, cuja jurisdição abrange Michigan e Ohio. “Essas ações focalizam os nossos recursos nos criminosos mais perigosos e promovem a segurança pública nas vizinhanças onde moramos e trabalhamos”.

Os estrangeiros presos durante as batidas são naturais de 18 países: México, Guatemala, Bósnia, Burma, Honduras, Equador, Butão, El Salvador, Jamaica, Iraque, Venezuela, Jordânia, Ucrânia, Paquistão, Líbano, Zâmbia, Arábia Saudita e Alemanha. Aqueles que não possuem antecedentes criminais entrarão em processo de deportação. Os estrangeiros que haviam sido deportados anteriormente, mas reentraram clandestinamente nos EUA estão sujeitos à deportação imediata. Os detidos sem antecedentes criminais e ordem de deportação aguardarão a audiência no tribunal de imigração.