Idoso mata pai e filha após briga envolvendo cachorro

0
1517
Guy a a filha, Harper, de apenas 11 anos (Foto: Facebbok)
Guy a a filha, Harper, de apenas 11 anos (Foto: Facebbok)

DA REDAÇÃO – Mais uma tragédia na Flórida, envolvendo o uso de armas de fogo. Ronald Delserro, de 82 anos, matou a tiros o vizinho Guy Alexander Hansman, de 55, e a filha dele, Harper, de 11, depois de uma briga por causa de um cachorro. O caso aconteceu em Port St. Lucie, na Flórida.  O idoso, que tinha duas pistolas, atirou na casa do vizinho e foi morto depois, em uma troca de tiros com policiais.

De acordo com autoridades locais, a menina ligou para o 911 relatando os tiros. “Se você ouvisse a ligação, ficaria arrepiado. Uma garotinha dizendo ‘tem alguém atirando em nossa casa. Eu acho que meu pai está morto. Acho que minha família está morta’”, contou o xerife do condado de St. Lucie, Ken Mascara, ao canal WPEC.

Segundo ele, o motivo da violência foi um desentendimento sobre o cachorro do atirador, que havia mordido o vizinho. “O suspeito se armou e foi até a casa da vítima”, disse Mascara.

Harper morreu em um hospital próximo de sua casa. Seu pai foi baleado na garagem e morreu no local. Um policial de Port St. Lucie foi ferido durante a troca de tiros. “Existe um problema de controle do ódio em nossa sociedade. As pessoas imediatamente querem praticar violência, pegar uma arma ou agredir alguém. Não vale a pena fazer isso. Existem outras maneiras de resolver os problemas”, disse Mascara.