Imigração ilegal pela fronteira caiu 27% em janeiro, de acordo com CBP

Apesar da queda, número permanece elevado: 31 mil pessoas foram presas na fronteira em janeiro

0
3253
Imigrantes tentando atravessar a fronteira no sudoeste dos EUA
Imigrantes tentando atravessar a fronteira no sudoeste dos EUA

O número de imigrantes tentando atravessar a fronteira no sudoeste dos Estados Unidos (região que abrange os estados do Arizona, Oklahoma, Novo México e Texas) caiu em janeiro, em comparação com dezembro. Os dados foram divulgados pela Customs and Border Protection (CBP), esta semana.

As apreensões totais de imigrantes que tentavam passar pela fronteira caíram 27% com uma base de mês a mês, num total de 31.575. E o número de imigrantes inadmissíveis que apareceram nos postos de entrada do sudoeste caiu 28 por cento, 10.899 pessoas. Em comparação com os últimos anos, o número ainda é muito elevado, só perdendo para 2012, quando o número de imigrantes presos na fronteira foi maior.

De acordo com o CBP, o fluxo sempre diminui nos meses mais rigorosos do inverno, antes de iniciar novamente na primavera. No ano passado, as apreensões da Patrulha de Fronteira caíram 36% entre dezembro e janeiro.

“A imigração permaneceu em níveis elevados, principalmente famílias e crianças não acompanhadas vindos América Central, cidadãos haitianos, brasileiros e cubanos”, disse o CBP ao divulgar os números.

“O CBP continua a manter uma postura de segurança através de verificações de antecedentes de todos os indivíduos encontrados e garante que cada pessoa é processada de acordo com as leis de imigração dos EUA e a política do Departamento de Segurança Interna”, disse a agência.

O número de cubanos que tentaram ingressar nos EUA caiu de 5.000 em dezembro para apenas 1.572 em janeiro, quando o ex-presidente Obama acabou com os benefícios imigratórios dos cubanos no dia 12 de janeiro. Segundo essa política, aqueles que são apanhados em solo dos Estados Unidos já não têm direito a tratamentos especiais.