Imigrante que mentiu em formulário para renovar a carteira vai ser deportado

Suprema Corte decidiu por 5 votos a 4 que indiano teve a intenção de mentir ao falsamente se declarar cidadão americano para obter a carteira de motorista

0
2474
Fernando E. da Silva foi sentenciado a 20 anos de prisão pelo Juiz Jeffrey Locke
Indiano teria mentido em formulário para renovar a carteira (foto: Wikimedia )

A Suprema Corte decidiu em votação apertada, na segunda-feira (16), que o imigrante indiano Pankajkumar Patel deve ser deportado por ter feito uma declaração falsa em um formulário para renovação de carteira de motorista em 2008. Patel se declarou cidadão americano quando na verdade estava em processo de ajuste de status. O documento de Patel foi negado por ele ter mentido no formulário.

A maior Corte do País decidiu por 5 votos a 4 que esse tipo de decisão cabe aos oficiais de imigração e não à Suprema Corte.

O juiz de imigração concluiu que Patel “mentiu de forma intencional no formulário para conseguir a carteira de motorista”. O juiz decidiu que ele deveria ser deportado juntamente com sua esposa. O caso se arrasta há anos na Justiça da Geórgia e chegou à Suprema Corte para decisão final.

O indiano e sua esposa entraram ilegalmente nos Estados Unidos há 30 anos. Em 2007, ele deu entrada no green card por meio da empresa em que trabalhava na época. Patel tem três filhos, um nascido nos EUA e dois outros portadores de green card, pois se casaram com cidadãos.

O imigrante se defende e alega que marcou por engano no formulário que seria um cidadão americano.