Imigrantes de 35 estados americanos se preparam para protestar no dia 1º de maio

Movimentos pró-imigrantes estão convocando imigrantes para protestar contra as políticas imigratórias de Trump e a favor de uma reforma imigratória

0
3308
Brasileiros prometem se juntar a outros imigrantes e parar no dia 1
Brasileiros prometem se juntar a outros imigrantes e parar no dia 1

DA REDAÇÃO, COM DAILYKOS.COM – Milhares de imigrantes em 120 cidades americanas ao longo de 35 estados vão se manifestar na próxima segunda-feira, 1º de maio. As marchas denominadas “Rise Up!” estão sendo organizadas por movimentos pró-imigrantes que estão convocando os participantes pelas redes sociais.

“Nosso objetivo é mostrar que os imigrantes têm poder e força e que são importantes para o progresso da América”, disse Thomas Kennedy, militante da causa imigrante da Flórida. “Vamos tomar as ruas para protestar e para solicitar um debate real sobre a causa imigratória. Vamos lutar pelos direitos dos imigrantes em ganharem salários justos, escolas com mensalidades mais em conta e, principalmente, queremos proteger a comunidade imigrante”, completou Kennedy.

Mais de 90 organizações nacionais já anunciaram a adesão ao movimento, entre elas, a Fair Immigration Reform Movement, Planned Parenthood, Sierra Club, MoveOn, Indivisible, the American Federation of Teachers, the Service Employees International Union, the Human Rights Campaign, Bend the Arc, America’s Voice, entre outras.

De acordo com os organizadores, os estudantes também vão protestar na Pensilvânia e lojas serão fechadas em apoio ao protesto. A Google, por exemplo, já anunciou que não vai cortar o dia do funcionário que não comparecer ao trabalho no dia 1º.

Se você quiser acompanhar e dar apoio ao movimento, basta acessar o site https://reformimmigrationforamerica.org/rise-up/

Brasileiros já anunciaram adesão

Os imigrantes brasileiros que vivem nos Estados Unidos também estão se mobilizando para sair às ruas e protestar no 1º de maio, feriado do dia do trabalhador no Brasil.

“Lembrem-se, na próxima segunda-feira será o dia “01 de maio” dia em que todos devem parar, não ir trabalhar, não abrir o comércio, não ir à escola, ficar em casa. Será o dia Nacional de protesto em defesa da reforma imigratória”, postou a brasileira Creunecy Santos, que vive em Boston.