Imigrantes indocumentados contribuem com $437 milhões para a economia no Sul da Flórida

Região de Miami, Fort Lauderdale e West Palm Beach concentra 450 mil imigrantes indocumentados

0
6223
Manifestantes protestam contra o prefeito de Miami
Manifestantes protestam contra o prefeito de Miami

DA REDAÇÃO, COM SUNSENTINEL – Imigrantes indocumentados geram $437 milhões para a economia do Sul da Flórida, de acordo com um novo relatório da Florida International University’s Research Institute on Social and Economic Policy.

A região de Miami, Fort Lauderdale e West Palm Beach concentra 450 mil imigrantes indocumentados, com margem de erro de 30 mil pessoas, de acordo com relatório da Pew Research Center de fevereiro, baseado no censo de 2014.

O levantamento da FIU se baseou em impostos sobre vendas, impostos sob consumo e impostos gerados por imigrantes indocumentados na Flórida. Ali Bustamante, professor da FIU, disse que a pesquisa foi feita para mostrar aos americanos a importância dos imigrantes que não têm documentos para a economia local e do país.

“É importante que as autoridades locais considerem a perda subsequente de contribuições de impostos estaduais e locais de imigrantes indocumentados ao decidir que devam fazer deportações em massa”, afirmou Bustamante.

O estudo compilou números da recém-chegada população imigrante sem documentos e as taxas efetivas de impostos sobre vendas, propriedade e renda pagas por famílias de baixa e média renda nos estados como relatado pelo Instituto de Taxation and Economic Policy.

Em outras partes do estado, caso haja deportação em massa, a perda seria de $107 milhões na área de Orlando e $$72.9 na área de Tampa.

No total, os 11 milhões de imigrantes indocumentados que vivem nos EUA pagam $11.64 bilhões em impostos para o estado e para os municípios. Garantir a legalidade desses imigrantes geraria um aumento de $2.1 bilhões em receita tributária, apontou o estudo.