Imigrantes são resgatados 33 dias após barco virar na tentativa de chegar a Flórida

    0
    691

    Três cubanos, dois homens e uma mulher, foram resgatados de uma ilha caribenha 33 dias após o barco em que eles estavam ter virado quando tentavam chegar à costa da Flórida.

    Eles foram encontrados por acaso pelo U.S. Coast Guard que os avistou agitando uma bandeira improvisada durante uma patrulha de rotina feita de helicóptero.

    “Eles disseram a um de nossos pilotos que sobreviveram comendo cocos, caracóis e ratos”, relatou Marilyn Fajardo, porta-voz do Coast Guard, ao jornal El Nuevo Herald.

     Os três receberam atendimento médico e foram entregues ao Immigration and Customs Enforcement (ICE) que deve deportá-los.

    Imagens de um vídeo gravado pela U.S Cost Guard mostra a tripulação de helicóptero jogando comida, água e um rádio para estabelecer comunicação com o grupo.

    Aos agentes que os resgataram, os imigrantes disseram que chegaram nadando até a ilha Desert Key, depois de o barco ter naufragado.

    O oficial da Coast Guard, Brandon Murray, disse ser inacreditável que essas pessoas tenham conseguido sobreviver. “Não me lembro de termos resgatados pessoas que passaram mais de um mês em uma ilha, isso é novo para mim”, falou..

    Murray ressaltou que foi uma “operação muito complexa que envolveu muitas pessoas, mas graças à boa comunicação e coordenação entre os centros de comando e os pilotos, fomos capazes de levar todos com segurança a um centro médico antes que a situação se agravasse”.

    Ele disse que não recomenda a nenhum imigrante que façam essas viagens arriscadas. “É um caminho muito perigoso”, afirmou Murray.