Incêndio em barco na Califórnia deixa 34 mortos

Apenas cinco pessoas – todos funcionários da embarcação turística – sobreviveram; polícia investiga o caso

0
1446
Incêndio matou 34 pessoas (Foto Santa Barbara County Sheriff's Office)

O clima é de muita tristeza e consternação em Santa Barbara, na Califórnia, depois da morte de 34 pessoas em um incêndio em um barco turístico na madrugada de segunda-feira (2). Apenas cinco pessoas, funcionários da embarcação turística, sobreviveram à tragédia. As informações são da AP.

Alunos de uma escola, um professor de ciências e sua filha, uma bióloga marinha e uma família de cinco pessoas que celebrava um aniversário estão entre as vítimas.

Pelo menos 20 corpos foram encontrados, e as autoridades continuam a buscas por outros avistados no fundo do oceano. Alguns podem estar dentro do barco.

Acredita-se que os únicos sobreviventes sejam o capitão e quatro tripulantes que estavam acordados no convés superior. Eles pularam do navio, nadaram até um barco inflável na parte de trás e o levaram a um navio ancorado nas proximidades.

As chamas se moveram tão rapidamente através da embarcação, de cerca de 23 metros, que bloquearam uma escada estreita e uma escotilha de fuga que levava ao convés superior – dando às pessoas que estavam abaixo do deque praticamente nenhuma chance de escapar, disseram as autoridades. Todos os mortos dormiam na hora do incêndio na parte de baixo da embarcação.

Exames de DNA serão necessários para identificar todas as vítimas. Será usada a mesma ferramenta de análise rápida que identificou vítimas do incêndio que devastou a cidade de Paradise, no norte da Califórnia, no ano passado, afirmou o xerife do condado de Santa Bárbara, Bill Brown.

De acordo com a polícia local, as vítimas iam de adolescentes a pessoas na faixa dos 60 anos. A maioria parece ter sido do norte da Califórnia, incluindo Santa Cruz, San José e da área da Baía de San Francisco.

Família comemorava aniversário

Uma mulher, Susana Rosas, de Stockton, na Califórnia, publicou em sua página no Facebook na terça-feira (3) que suas três filhas – Evan, Nicole e Angela -, o pai delas, Michael, e a esposa dele, Fernisa, estavam entre os que agora são dados como mortos.

Segundo o marido de Susana, Chris, disse ao jornal “Los Angeles Times”, Nicole Quitasol trabalhava como bartender no restaurante Nicky Rottens, em Coronado, cidade perto de San Diego. Angela era professora de ciências em uma escola de ensino fundamental em Stockton, e Evan era enfermeira em um centro médico.

As irmãs estavam viajando para comemorar o aniversário do pai, disse Chris Rosas. Ele as descreveu como “as pessoas mais gentis e amorosas que já conheci – e não estou dizendo isso apenas porque são da família”.

O ex-marido de Fernisa, Dominic Selga, disse que “todo mundo está arrasado. Foi uma coisa totalmente inesperada o que aconteceu”, declarou. “O que causou o incêndio, essa é a grande questão, é o que todos queremos saber.”

Uma equipe do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes chegou terça-feira (3) para investigar a causa da tragédia.

O Conception estava em uma excursão de três dias à cadeia de ilhas acidentadas e varridas pelo vento que formam o Parque Nacional Channel Islands, no Oceano Pacífico, a oeste de Los Angeles.

Os registros da Guarda Costeira mostram que os proprietários do barco resolveram rapidamente todas as violações de segurança dos últimos cinco anos. A embarcação era propriedade da Truth Aquatics, fundada em 1974 em Santa Bárbara.