Inflação no Brasil cai para 1,07%

Pesquisa mostra que Índice Geral de Preços–10 acumula 7,81% em 12 meses

0
651
Setores de alimentação e recreação registraram decréscimo nas taxas de variação, o que ajudou a baixar a inflação (Foto: Empresa Brasil de Comunicação)
Setores de alimentação e recreação registraram decréscimo nas taxas de variação, o que ajudou a baixar a inflação (Foto: Empresa Brasil de Comunicação)

O governo tem mais um motivo para comemorar neste início do ano: a inflação medida pelo Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) registrou queda para 1,07% na primeira quinzena de janeiro. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o IGP-10 acumula 7,81% em 12 meses.

Entre os subíndices que compõem a estatística, a maior alta foi registrada no Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado e teve inflação de 1,38% em janeiro. Como aconteceu no levantamento da FGV referente à primeira semana de 2020, os grupos de Alimentação, Educação, Leitura e Recreação registraram decréscimo em suas taxas de variação.

O governo trabalhou com uma meta central de inflação de 4,25% para o ano de 2019, com um intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Como o índice do IPCA, considerado a inflação oficial do país e medida pelo IBGE, fechou em 4,31%, a meta não foi formalmente descumprida, pois se enquadrou no chamado limite de variação. Os números do início do ano são animadores e estão alinhados à estimativa de inflação do mercado, em torno de 3,58%.