Invasão de caracol africano perigoso para saúde humana deixa condado da FL em alerta

Molusco que chega a medir 20 cm carrega um parasita que pode causa meningite; espécie havia sido banida da Flórida duas vezes, em 1975 e 2021

0
810
Giant African land snail (foto: FDASC)
Giant African land snail (foto: FDASC)

O reaparecimento de uma espécie invasora de caracol perigosa para a saúde humana forçou autoridades de saúde a decretarem restrições aos residentes do condado de Pasco, na Flórida. A presença do molusco originário do Norte da África foi confirmada em New Port Richey no último dia 23 de junho. De acordo com a diretora de informação pública do Florida Department of Agriculture and Consumer Services (FDACS), Christina Chitty, os caracóis  transportam um parasita chamado verme pulmonar de rato, que pode causar meningite (inflamação da membrana que reveste o cérebro). Como são capazes de produzir até 2,500 ovos por ano, o crescimento da população é difícil de controlar.

Além disso, o giant african snail ( como é chamado em inglês) pode atingir 20 cm de comprimento e tem apetite voraz para mais de 500 tipos de plantas. “É uma praga agrícola altamente destrutiva”, disse Chitty à CNN.

A espécie havia sido banida da Flórida duas vezes; em 1975 e 2021. Na época, eles surgiram na área de Miami-Dade.  Segundo o FDACS,  as operações para removê-la custou milhões de dólares aos cofres do estado.

Especialistas consideram que população de caracóis achada em Pasco provavelmente surgiu do comércio ilegal de animais exóticos mantidos como pet e que acabam sendo jogados na natureza.

A restrição imposta aos moradores de Pasco proíbe deslocar os caracóis, plantas e solo tocados pelo animal para dentro ou para fora da área de designada pelas autoridades.