Jorge Aragão e Bonde do Tigrão 
fazem shows na Califórnia

Artistas cariocas se apresentam em San Diego e nas regiões metropolitanas de Los Angeles e San Francisco

0
1120
No show de Jorge Aragão não pode faltar
No show de Jorge Aragão não pode faltar "Coisinha do Pai" (Foto: Divulgação)

A COVID-19 ainda nem se despediu de um dos Estados mais vacinados dos EUA e a comunidade brasileira já tem dois eventos agendados pra comemorar em grande estilo: Jorge Aragão e Bonde do Tigrão. O sambista faz shows no próximo fim de semana em San Diego e nas regiões metropolitanas de Los Angeles e San Francisco. O grupo de funk Bonde do Tigrão se apresenta neste sábado na cidade dos anjos.

O carioca Jorge Aragão, com quase meio século de carreira, dispensa apresentações. Já fez tournê pelos EUA diversas vezes, divulgando mais de uma dezena de álbuns. Seus maiores sucessos incluem “Amigos… Amantes”, “Do Fundo do Nosso Quintal”, “Enredo do Meu Samba”, “Ontem” e “Coisinha do Pai” (famosa na voz de Beth Carvalho).

O show no sábado em Long Beach, a 40 km de Los Angeles, é o primeiro em mais de um ano promovido pela Brazilian Nites Productions, de Patrícia Leão. As portas do Scottish Rite Cultural Centre (855 Elm Ave) abrem às 19h. O público também vai dançar ao som de DJ Potira e do grupo local de pagode Resenha. Serão vendidas comidas típicas, como coxinhas e sanduíche Bauru. Ingressos a partir de $45 no site braziliannites.com.

A turnê de Aragão pela Califórnia, juntamente com o Grupo Resenha, começa sexta-feira (6) no Kové Hard Yerba Mate (1745 National Ave.), cervejaria localizada no centro de San Diego. O show acontece às 20h, com entrada a partir de $45 no Eventbrite e $50 na porta.

Jorge Aragão também se apresenta no Longboard Margarita Bar (180 Eureka Drive) em Pacifica, na região metropolitana de San Francisco, no domingo (8). O show promovido pela Nativa Productions está marcado para as 17h. Ingressos a partir de $45 no Eventbrite.

BONDE DO TIGRÃO

Bonde do Tigrão se apresenta em baile ao ar livre (Foto: Divulgação)
Bonde do Tigrão se apresenta em baile ao ar livre (Foto: Divulgação)

Para quem gosta de baile funk, a pedida é Bonde do Tigrão ao vivo neste sábado em Los Angeles.  O Treehouse Rooftop (686 N. Spring St.), em Chinatown, vai ferver ao som de  “Quer dançar, quer dançar, o Tigrão vai te ensinar”, com direito a coreografia de “Eu vou passar cerol na mão, assim, assim”.

O evento ao ar livre está marcado para as 21h, com abertura da banda local Calisamba e som do DJ Novinho. Ingressos a $25 no site www.arieldelmundo.com.

Casos de coronavírus disparam no Estado

A quantidade de casos de Covid na Califórnia vem aumentando vertiginosamente nos últimos 30 dias e já desperta sérias preocupações nas autoridades de saúde pública. Os novos índices são em sua maioria creditados à variante Delta, bem mais transmissível.

A elevação do número de casos já reflete nas hospitalizações, que dobraram nos últimos 15 dias. Na terça, 3.565 pacientes positivos para coronavírus foram hospitalizados em todo o Estado, com 770 deles em terapia intensiva. Os dados comprovam a eficácia da vacina em conter o coronavírus: o número de não-vacinados contaminados é seis vezes superior a quem tomou pelo menos uma dose. 

Mas o avanço do vírus ameaça também os vacinados já que, quanto mais espalhada a doença, maiores as chances de essa mutação desenvolver resistência permanente contra a vacina, colocando por terra todo o esforço realizado até agora. Para alcançar a imunidade coletiva, seria necessário que de 70% a 85% da população recebesse as duas doses.

Mais de 60% dos californianos já receberam pelo menos uma dose da vacina COVID-19 e quase 53% estão totalmente vacinados. Mas o ritmo de vacinação despencou ultimamente porque não há procura suficiente. No auge da implementação em abril, os provedores em todo o Estado administravam cerca de 400 mil vacinas por dia, em média. Nos últimos 30 dias, esse número não chegou a 65 mil novas doses diárias.

“Muitas pessoas optaram por viver com este vírus”, disse o governador Gavin Newsom esta semana. “Estamos em um ponto nesta pandemia onde a escolha de não ser vacinado está afetando o resto da população de forma profunda, devastadora e mortal.”

Newsom comparou a escolha de permanecer não-vacinado à ameaça pública de dirigir embriagado e denunciou influenciadores conservadores: “Estamos cansados dessa câmara de eco da direita que perpetua desinformação sobre a vacina, sua eficácia e segurança”, desabafou. “Estamos exaustos com a politização desta pandemia, que inclui a equiparação do uso de máscaras ao Holocausto. É uma vergonha! É injusto e precisa ser denunciado.”

Newson convocou todos a voltarem a usar máscaras em ambientes fechados (mesmo quem já se imunizou) e anunciou que, a partir do início de agosto, os 246 mil funcionários do Estado e de saúde deverão provar que foram vacinados contra a COVID-19. Quem ainda não se vacinou, precisará se submeter a testes regulares (dois por semana se trabalhar em ambientes de alto risco).

O governador instou prefeituras e empregadores a adotarem medidas similares. As cidades de Los Angeles, San Francisco, Long Beach e Pasadena já anunciaram que também exigirão comprovante de vacina de seus funcionários públicos.