Jornal ‘The New York Times’ anuncia apoio a duas pré-candidatas do Partido Democrata

Editorial do último domingo (19) endossa as pré-candidaturas de Elizabeth Warren e Amy Klobuchar

0
869
Amy Klobuchar é pré-candidata pelo Partido Democrata (Foto Site oficial Amy Klobuchar)

O editorial do último domingo (19) do jornal ‘The New York Times’, assinado pelo conselho editorial, declarou o apoio da publicação a Elizabeth Warren e Amy Klobuchar, pré-candidatas pelo Partido Democrata.

Para o conselho editorial, todos os pré-candidatos são mais progressistas do que os democratas foram no passado.

A capacidade de ganhar a eleição, de acordo com eles, é algo difícil de predizer, já que os métodos tradicionais de pesquisa não têm mais a capacidade de possibilitar análises precisas –os cálculos eleitorais, diz o texto, deveriam ser mais humildes ao tentar prever o que as pessoas realmente querem.

“Há questões legítimas sobre a possibilidade de que nosso sistema democrático esteja fundamentalmente estragado. Nossas eleições estão cada vez menos livres e justas, o Congresso e as cortes estão cada vez mais polarizadas, outros países estão inundando a sociedade com informação falsa, um dilúvio de dinheiro entra na nossa política. E a mobilidade econômica que possibilitou o sonho americano está desaparecendo.”

Dado esse cenário, é o momento tanto de buscar novas ideias como uma busca por estabilidade, conclui o texto. O jornal descreve as qualidades das pré-candidatas que fizeram com que o conselho editorial as apoiasse.

Para eles, Elizabeth Warren é comprometida com reformas estruturais do governo e da economia, especialmente anticorrupção; seus planos de campanha demonstram que ela é séria em relação a políticas públicas, ela está certa ao diagnosticar problemas como a falta de construção civil, tem planos para aumentar energia limpa e pretende dar mais ferramentas para que trabalhadores possam negociar com empregadores.

Amy Klobuchar, segundo o texto, é uma das pessoas mais produtivas no Senado entre os democratas, e é parte de grupos formado por membros de dois partidos que propõem uma reforma sobre as leis de imigração, e seus projetos de lei ajudam vítimas de crimes; ela participa de comitês de segurança nacional e iria liderar por exemplo, e não como ameaças.

O jornal fez considerações sobre outros pré-candidatos que concorrem pela nomeação do Partido Democrata. Para o conselho, Bernie Sanders está com idade avançada (se vencer a eleição, assumirá aos 79) e, politicamente, se considera a única pessoa correta. Para eles, as propostas de Joe Biden tocam em temas como saúde pública e mudança climática e ele insiste em uma volta ao momento anterior à Trump, mas simplesmente restaurar o status quo não vai levar os EUA para onde o país precisa ir. Além do mais, ele tem 77 anos e precisa passar o bastão a uma nova geração de líderes políticos. (Com informações da CNN e G1)

Senadora Elizabeth Warren (Foto Reprodução Facebook)