Jovem brasileira é pega pela imigração e levada para abrigo em Chicago

Segundo a mãe, jovem de 17 anos tirou o ano para viajar antes de ingressar na faculdade. Desesperada, família diz que documentação e visto estão regulares.

0
18633

Da Redação com G1 – A brasileira Anna Beatriz Theóphilo Dutra ganhou dos pais um ano sabático depois de concluir o ensino médio no final de 2015. Ela já visitou a Argentina, vai para o Canadá em julho e veio para o EUA visitar uma amiga em Boston, mas a viagem foi interrompida no aeroporto do Michigan quando foi barrada pela imigração.  Ela teve os pertences apreendidos, foi acusada de ser imigrante ilegal e de ter entrado no país ‘para se encontrar com homem’.

Segundo a mãe, a jornalista Leide Theóphilo, isso é um absurdo e ela não foi encontrar nenhum namorado e sim uma amiga, já que as duas vão completar 18 anos juntas e iriam comemorar a data. Ela voltaria para casa no final de junho.

Anna Beatriz foi levada para um abrigo sem entender o que havia acontecido, já que o visto de turista e a documentação estão regulares. Ao chegar ao aeroporto de Detroit na segunda-feira (18), a adolescente foi barrada pela imigração e levada para um abrigo em Chicago, onde ficam menores apreendidos, conta a mãe.

Leide disse que está tendo pouco contato com a filha. Elas podem conversar uma vez por semana, por telefone, durante 10 minutos. A ligação deve estar no modo ‘viva voz’.

Na última ligação a menina relatou, emocionada, o que aconteceu no aeroporto. “O relato que ela me fez aos prantos foi que o pessoal da imigração apreendeu celular, passaporte, dinheiro, todas as roupas, danificou os presentes [que ela iria levar para uma amiga da mãe] e algumas roupas dela. Estou com o coração na mão, ela é a minha única filha”

A mãe disse que quando levaram a adolescente para o abrigo, informaram que ela ficaria apenas três dias, mas depois afirmaram que ela ficará no local por cerca de um mês. Sem mais informações, a mãe está desesperada. “Não fui informada do que se trata. Ela me ligou, mas devido ao nervosismo, estou realmente sem saber o que está acontecendo”, desabafou.

A jornalista explicou que a filha já foi aos Estados Unidos três vezes, inclusive, no mês de janeiro deste ano ela foi a Miami com o pai, Eduardo César Dutra, e depois foi para Nova York se encontrar com a mãe, que passava as férias no local. “Ela é uma menina inteligente, fluente no inglês, tem facilidade de aprender línguas. Estou com o coração na mão, ela é a minha única filha”, concluiu.

Consulado está em contato  

O assessor de imprensa do Itamaraty informou ao G1, por telefone, que o Consulado-Geral do Brasil em Chicago está em contato com a família e já visitou a garota no abrigo.

Disse também ela está no local aguardando retorno para o Brasil, mas que não há uma previsão de quando ela sairá do abrigo. Por ela ser menor e estar desacompanhada, a volta pode demorar mais, conforme as informações.

A assessoria afirmou que o local oferece condições adequadas para a menina, mas que não poderia dar mais detalhes para preservar a privacidade da família.