Jovem brasileiro é convocado para a seleção de polo aquático do Sudeste dos EUA

Bruno Beznos, de 13 anos, morador de Boca Raton, é destaque no esporte e se prepara para participar de torneio no Texas

0
973
Bruno Beznos é destaque do time de polo aquático (Foto: Arquivo pessoal)
Bruno Beznos é destaque do time de polo aquático (Foto: Arquivo pessoal)

DA REDAÇÃO – Dos esportes olímpicos, o polo aquático é um dos que mais demanda esforço físico dos jogadores, pois eles têm que nadar por meia hora sem tocar os pés no fundo da piscina, conduzindo a bola com uma mão para marcar contra o gol adversário. Foi neste esporte que o jovem brasileiro Bruno Beznos, de 13 anos, se encontrou, depois de praticar futebol, tênis, karatê e baseball na infância.

Bruno acaba de ser convocado para a seleção de polo aquático do Sudeste dos EUA. Ele vai disputar o Olympic Development Program (ODP) em San Antonio, no Texas. Desse torneio serão escolhidos os melhores jogadores, que vão representar o País em diversas competições de base.

Vindo do Brasil aos dois anos de idade, ele mora com os pais na região de Boca Raton (FL) onde estuda no programa “Gifted” da Eagles Landing Middle School.

“Eu gosto de polo aquático, pois é um esporte de “teamwork”. Todos os jogadores participam tanto do ataque quanto da defesa. Gosto também porque é um esporte de contato e dá para marcar vários gols no mesmo jogo”, afirma o jovem.

Bruno está seguindo o mesmo caminho de outro brasileiro, Tony Azevedo, carioca que também chegou nos EUA aos dois anos e foi capitão da seleção olímpica. Tony participou de cinco olimpíadas e levou a medalha de prata em 2008 em Pequim.

Esforço e dedicação são fundamentais para um bom atleta. Por isso, Bruno treina por três horas, cinco vezes por semana no Florida East Coast Waterpolo Club. Paralelamente ao esporte, ele é um aluno aplicado e faz parte do clube de xadrez e E-Sports.

“O meu objetivo é chamar a atenção dos técnicos das faculdades, para que eu possa um dia conseguir uma bolsa de estudos. E, claro, quero integrar a seleção olímpica”. Se depender da nossa torcida, o Bruninho já conseguiu!