Jovem de Utah descobre que mãe biológica é sua colega de trabalho

Benjamin Hulleberg, de 20 anos, passou cerca de uma década tentando descobrir quem é a mulher que lhe deu à luz; coincidentemente, eles já haviam se cruzado nos corredores na mesma instituição

0
1573
Benjamin Hulleberg à direita, e Holly Shearer , à esq. (foto: St. Mark’s Hospital)

Após passar mais de uma década tentando descobrir quem é sua mãe biológica, o jovem Benjamin Hulleberg, morador de Salt Lake City, em Utah, descobriu que a pessoa que ele buscava era sua colega de trabalho. O jovem que tem hoje 20 anos foi adotado logo após o nascimento. Os pais adotivos nunca esconderam a origem do garoto e o apoiaram na empreitada de descobrir o paradeiro da mulher que lhe trouxe à vida. Ele chegou a enviar cartas e procurar na internet, mas não teve sucesso.

O destino, entretanto, se encarregou de aproximá-los no mesmo local de trabalho; o St. Mark’s Hospital, onde ela atua como assistente da equipe médica, e ele como voluntário.

Foi a mãe biológica, Holly Shearer, quem encontrou o rapaz em uma rede social. Em uma entrevista concedida à rede de TV ABC no último dia 25 de junho, Shearer falou que visitava o perfil do jovem regularmente, mas nunca teve coragem de enviar mensagem nem pedido de amizade por “receio de atrapalhar a vida próspera e feliz que ele aparentava ter”.

Em 2001, com apenas 15 anos, ela engravidou e decidiu que o colocaria para adoção. “Foi aí que comecei a procurar uma família para ele”, declarou.  Elas e os pais adotivos perderam contato quando Benjamim completou três anos de idade.

Até que no 20º aniversário de Benjamin ela tomou coragem e enviou uma mensagem pelo Facebook. Após combinarem um encontro em um restaurante, os dois descobriram que trabalhavam no mesmo hospital e já chegaram a se cruzar algumas vezes pelos corredores da instituição. Agora, eles não perdem a oportunidade de compartilhar momentos juntos. Benjamim também descobriu que tem mais dois irmãos.