Jovem é preso em Hialeah após ameaças na mídia social

Rapaz disse que mataria homossexuais, negros, nicaraguenses, colombianos e todos os tipos de índios

0
688
Lazaro negou que possua qualquer arma de fogo, mas vídeos nas mídias sociais mostram o jovem efetuando disparos (Foto: Reprodução da TV – WSVN).
Lazaro negou que possua qualquer arma de fogo, mas vídeos nas mídias sociais mostram o jovem efetuando disparos (Foto: Reprodução da TV – WSVN).

DA REDAÇÃO – Um jovem de 19 anos de Hialeah foi preso depois postar ameaças perturbadoras na mídia social. Lazaro Lesteiro-Diaz vem publicando intimidações há algum tempo no Twitter, inclusive uma na véspera em que foi detido, dizendo que estava a caminho de Little Havana, em Miami, “para matar homossexuais, negros, nicaraguenses, colombianos e todos os tipos de índios”. Ele é acusado de dois crimes.

As autoridades tomaram conhecimento da página de mídia social do rapaz através de uma denúncia e não hesitaram: Lazaro foi preso em casa. Na audiência com a juiza, Kinshun Mui, detetive da polícia de Hialeah, deu o tom das acusações: “Gostaríamos que não fosse estabelecida fiança, ou que pelo menos ele seja colocado em prisão domiciliar. Acreditamos que esse indivíduo é uma ameaça à segurança pública”, disse a autoridade. O policial disse ainda que em outras fotos o jovem aparece portando revólver e pistola, mas Lazaro negou que possua qualquer arma de fogo.

Segundo os oficiais, o jovem é mais conhecido no universo online como YungLazz. Sua página no Twitter está cheia de mensagens odiosas e violentas, sendo que em um vídeo ele está, de fato, efetuando disparos aleatórios em um terreno baldio. O juiz determinou uma fiança de $ 75 mil e ele permanece preso num centro correcional, até o julgamento.